Chicago Fire 3x03 - Just Drive the Truck

Joe Cruz e o peso do mundo em seus ombros.

O que mais gosto em Chicago Fire é a agilidade em resolver suas histórias sem torná-las cansativas. A promo prometeu uma colisão entre os caminhões e trouxe muito mais. Mostrou que há muito o que dizer além dos turnos e resgates, que há muito dentro de cada um do 51 que precisa ser visto e revisto e, ao trazer mudanças para o restante da série, promete manter a trama viva por muito tempo!

Apesar de não ser meu preferido, sempre gostei do Cruz. Desde o episódio do irmão metido com Flaco e aquele incêndio que lhe custou sair da memória, Joe  é uma pessoa de caráter inquestionável e, quando ele disse não lembrar mas não ter avançado o sinal vermelho, eu acreditei piamente. A crise de consciência e o sentimento de culpa por Molina ter acabado tão mal no hospital foi dilacerante!! E ai nós temos a diferença entre os caminhões 81 e 66: o companheirismo. Welch e seus subordinados nunca passarão de colegas de trabalho (e, ainda que eles ganhem a versão antagônica do 51, não são colocados como o inimigo! - vide o esclarecer das coisas no final do capítulo). É nítida a diferença entre as duas Brigadas, principalmente no que tange à postura dos Tenentes e, também, por partir de Herrmann a ideia de usar o Molly's para arrecadar fundos pra família do motorista do caminhão 66. 

Dawsey me deixou com o pé atrás ao adiar o casamento mais uma vez (eu não quero questionar meus sentimentos de shipper, mas tá difícil!), mas a felicidade por Gabby poder candidatar-se ao 51 como bombeira sobrepassa qualquer dúvida! Ela merece ser reconhecida pelo seu trabalho e esforço e, claro, necessita do líder certo. Welch nunca será 10% do profissional que o Casey é e, se for pra esperar um ano até  a candidatura passar e a transferência para outro Batalhão acontecer para que eles, enfim, subam ao altar, eu estou disposta a esperar. Claro que já espero tumulto no relacionamento - uma vez que ninguém é bobo de acreditar que eles conseguirão dividir o pessoal/profissional, né? -, mas torço para vê-la logo a bordo do 81! "Dawson: You'd be willing to put me in harm's way?" / "Casey: I'd assign you any task I think you're capable of." / "Dawson: And if I stepped out of line,you'd discipline me?" / "Casey: With great enthusiasm."

Mills desmaiou novamente no meio de um resgate e Severide ligou o alerta. Não era possível acreditar que tudo estava funcionando normalmente e uma consulta foi agendada. A partir dai eu fiquei completamente consternada e sofrida! Saber que os desmaios são consequência de uma lesão adquirida pelo grande acidente do começo da temporada e que os remédios apenas mascaram os sintomas sem, de fato, tratá-los não doeu tanto quanto a saída dele do Squad. Como ele poria a vida dos outros em risco por não ter controle da própria saúde e habilidade de equilíbrio? O diálogo com Newhouse, então, me fez refletir sobre todas as pessoas que ainda almejam seguir os passos dos pais sem pensar se aquilo é o que lhes faz felizes, sem pensar em trilhar a própria vida. "If I'm not that, then what am I?" E a vaga aberta por Dawson na saída da ambulância dá espaço a um "como tudo começou", com um Peter paramédico e uma nova dinâmica com a Sylvie, nos dando um alívio ao olhar pra ela e não pensar em Shay (não com tanta saudade ao ver a relação com Gabriela, por exemplo). 

O momento mais emocionante do episódio, sem dúvidas, foi o encontro da família Mills. Sem exageros nem dramas, na medida certa! Newhouse tem sido acolhido na série de uma forma maravilhosa! Cada cena com ele me faz lembrar do Clarke e de como os novos integrantes do 51 são importantes para a trama à medida que vão sendo introduzidos nela! A parceria no food truck marcou o início da permanência dele por Chicago! Ainda que bem apagado no 3x03, Kelly terá destaque total semana que vem. Eu sofri demais nessa versão dele de "O Sequestro do Metrô 123" e quero deixar meu protesto a estas promos de CF que me enlouquecem a cada vez que coloca os meus queridinhos de Chicago em perigo iminente de morte! 

Melhores Quotes:

Leonard: You look just like your mother.
Mills: Yeah, you're damn right I do.
Leonard: So I guess I'm your grandfather.
Mills: I guess so.
Leonard: Peter. Peter. I sure am glad to know you.


Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário