Chicago Fire 3x05 - The Nuclear Option

"Don't make me come find you."

Um episódio cheio de anúncios do que está prestes a acontecer. Enquanto Casey e Boden entram em batalhas que não são suas em prol da família, Severide continua preenchendo seus vazios com bebidas e festas e Gabby encontra um mentor. Chicago Fire está pronto a nos mostrar como cada um do 51 reage aos desafios impostos, preparando o terreno para algumas emoções que, certamente, não demoram a chegar.

Matt é um homem com uma causa. Sua irmã está em processo de divórcio, enfrentando problemas financeiros - que culminam em brigas escolares da sobrinha - e é evidente que a relação deles nunca foi perfeita (vide caso da mãe na cadeia e o apoio de um dos filhos), mas não por falta de amor. Ele decide ser pilar, a referência masculina pra Christie e Violet e conta com a ajuda de Ruzek (Chicago PD) a fim de assegurar que Jim não continue ludibriando sua quase-ex-esposa. Pensei que ele seguiria pro lado da violência, mas fiquei feliz de saber que apenas as ameaças surtiram efeito e amedrontaram o cunhado! "But we got to stand up for our people even if it's a tough fight," e o Chief arremata o pensamento do nosso Tenente ao passo que justifica suas próprias ações, uma vez que abrir mão de futuras promoções a fim de trazer Cruz de volta ao volante do 81 foi lindo, a certeza de que ele cuida de seus comandados tal qual pai protege seus filhos.

"Ninguém nos perguntou se queríamos um candidato que namora nosso tenente," foi mais ou menos assim que Herrmann justificou o trabalho apresentado por Dawson, até o momento. Todas as vezes que Casey o deixou como 'Tenente Substituto', acabou desobedecendo a hierarquia. Não apenas por isto, mas Matt tem colocado Gabby à sua sombra e, para um recém-chegado na Brigada, isto é inconcebível! Gostei da maneira inteligente que ela encontrou pra confrontar os bombeiros ao deixar a porta do compartimento aberta de propósito, esperando que alguém tivesse coragem de repreendê-la e, assim, tratá-la como uma subordinada de fato! A decisão de ser 'a nova sombra do Herrmann' será muito produtiva e eu credito que, além de aprender bastante, uma parceria incrível está nascendo!!

O plot do elevador me fez soltar um "eita merda" quando desceu de vez, mas só comprova que, em momentos de crise extrema, nada melhor do que ter a inventividade de Severide no comando das operações. É bom saber que suas bebedeiras não têm afetado o desempenho do Squad 3, mas não sei até quando será possível viver assim. Ele tá tão 'forever alone' que chamou Connie pra sair! CONNIE! Eu gargalhei!! E, como se não bastasse, começou organizar uma viagem pra Vegas com sua equipe (e eu espero que o que acontecer em Vegas... não fique por lá!!) Foi legal ver que Sylvie - apesar dos motivos escusos -, é uma válvula de escape pra ele e espero que nasça uma amizade dali (mas sem comparar com Shay porque eu não sou obrigada!!). Ainda não sei se fiquei feliz dela, enfim, ter decidido permanecer em Chicago, mas gostei de sua atitude! Ela e Mills estão fazendo uma boa parceria na ambulância e foi interessante mostrar pro 'ex-noivo' que o "mais uma das coisas que você desiste" não foi, necessariamente, ruim, ao passo que Brett desistiu de estar com ele! You gou, girl!

O momento mais divertido foi, claro, a cara de Mouch sensualizando com Platt e tendo que pagar as multas mesmo assim; além da opção totalmente nuclear que explica o título do capítulo: ninguém merece limpar os banheiros do Squad, hein? E o que dizer de Crotis? Coisa mais linda essa amizade deles! Cruz segredou sua alegria para garantir uma tarde de realização de Otis com os sobrinhos... soltei um 'awwwwn' gigante, rs! A promo do 3x06 traz um resgate que promete palpitações! Gosto que a série está lidando com os dramas pessoais sem esquecer da ação cotidiana dos bombeiros preferidos de Chicago!

Melhores Quotes:

Herrmann: I'm going to make a firefighter out of you.
Dawson: That's exactly what I want.
Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário