Parenthood 6x02 - Happy Birthday, Zeek


Sobre o medo do desconhecido.

O segundo episódio dessa última temporada continuou exatamente de onde parou, com Amber contando sobre a gravidez para Sarah. Acho que todos esperavam uma reação um pouco menos apática da Sarah, e ela mesma depois percebeu que poderia ter sido diferente. Cada ser humano tem uma personalidade, uma característica, um traço marcante e se tem uma pessoa que diz sua opinião é ela. Acontece que nesse caso nem ela sabia o que dizer. Ela por experiência própria sabe o quão difícil é criar um filho sozinha e não quer que Amber passe por isso e cometa os  mesmos erros, e passe pelos mesmos problemas que ela passou. Ela só quer o melhor para a filha. Novamente admiro como o aborto é tratado de forma maravilhosa nesse seriado, mas acredito que nesse caso não vai acontecer. Amber praticamente já se vê uma mãe, como no momento em que segura Aida no colo. 

Logo depois já podemos ver que Kristina e Adam ainda vão chorar e sorrir muito com a Chambers Academy. A história dos alimentos rendeu algumas risadas, e é sempre bom ver as discussões na casa desses dois. E toda vez me surpreendo com a capacidade do Max de não parar de falar, e ainda falar 'por cima' do outro. Outro ponto interessante foi a música que Crosby e as crianças fizeram para Zeek. E era óbvio que Max não ia cantar. 

Eu estava prestes a elogiar a fofura de Sydney segurando Nora no colo (que está enorme, por sinal) quando fico sabendo que ela aprontou mais uma. Já perdi a conta de quantas vezes Julia e Joel foram chamados na diretoria, coitados. E dessa vez o problema é bem sério. O bullying já foi abordado algumas vezes, porém dessa vez, quem o pratica é uma Braverman, e veremos o outro lado da moeda. Julia achava que estava ficando tudo bem, mas agora tem mais uma preocupação. Acho que esse plot ainda vai nos fazer refletir muito. 

No que se refere ao outro medo, temos Zeek e o medo da cirurgia. Crosby foi o encarregado de convencê-lo, e eu já esperava uma cena ótima, e acreditei que Crosby poderia conseguir, mas me enganei. Porém, não deixou de ser um diálogo incrível. Crosby sempre leva as coisas para o humor, entretanto, não deixa de ser um filho preocupado, que não quer perder o pai. Assim como Adam, rendendo outra excelente discussão. Se for para analisar bem, Adam também não teria ter conseguido.

O episódio todo foi feito para aquelas cenas finais maravilhosas. No final das contas, vemos os dois personagens que mais passam pelo medo do que vem a seguir.  Amber e Zeek foram e disseram exatamente o que os dois precisavam. Amber necessitava de uma reação digna, alguém que ficasse feliz com a gravidez, que desse forças, mesmo sem querer, para ela prosseguir com a gestação. E Zeek precisava de um motivo para fazer cirurgia. E quer motivo melhor que um bisneto a caminho ?! Assim que os dois se abraçaram percebi que esse futuro bisavô não vai conseguir viver com os desmaios, que tem que fazer a cirurgia, e que esse bebê vai ser um filho, um neto, um bisneto muito amado, como todo Braverman é.

Agora é esperar e ver o que os roteiristas planejam para o futuro dessa família!

PS: Drew não fez nenhuma falta. Mas deve aparecer no plot da gravidez de Amber.
Share on Google Plus

About Mariana Barbosa

Indecisa por natureza, concurseira por escolha e seriadora por amor. O vício por séries começou com Supernatural e One Tree Hill, e a partir daí, não teve mais volta. Atualmente possui mais de 30 séries na grade, e sempre que o Direito dá uma folga, procura mais uma para acompanhar. Além dos seriados, adora Harry Potter, música e livros. (@_marianabarbosa)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário