The Voice 7x07/7x08 - The Battles, Part 1/Part 2


E que comecem os steals.

As batalhas voltaram cheias de steals. Nunca vi tantos num primeiro episódio de batalhas, o que deixou a dinâmica do seriado bastante interessante na fase que, pessoalmente, é a menos interessante de todo o processo do The Voice. O legal é que os ajudantes dos mentores nesta temporada estão fazendo um ótimo trabalho, em especial a Alicia Keys.

Vamos ao nosso ranking de Batalhas?


1. Griffin vs. Luke Wade - Maybe I’m Amazed
Armando: A voz do Luke é hipnotizante, mas eu gosto mesmo a da forma como o Griffin projeta a voz e ele usou muito bem o falsete, foi incrível. Essa batalha foi incrível, ambos se dedicaram 100% a música e apresentação. No final das contas, eu escolheria o Griffin.
Bruno: Essa é uma das minhas músicas favoritas de todos os tempos e eles fizeram justiça a ela, sem a menor sombra de dúvida. O Griffin é meu queridinho do team Pharell desde as blinds só por ter cantado Michael Bublé, mas o Luke me surpreendeu com aquela voz forte dele. Ainda assim, acho que o Griffin tem mais versatilidade e mais chance de ir longe, e iria com ele.
Wellington: Melhor performance da noite, sem dúvidas. Luke tem uma voz incrível, mas Griffin não fica atrás. Nesse caso eu realmente ficaria na dúvida em quem escolher. Os dois usaram todas as suas técnicas vocais, mostraram emoção e o resultado foi esse. Independente da escolha qualquer um deles merecia um steal. Ah, preciso elogiar a dobradinha de coachs com Pharrell e Alicia Keys, impossível não se envolver com o ambiente que eles criam no estúdio.


2. Jean Kelley vs. Sugar Joans - Survivor
Armando: Eu não faria nenhuma escolha, pois para mim foi um empate. Ambas foram incríveis e tem um grande potencial. A Jean tem mais estilo, mas falta personalidade na voz, algo que a diferencie. Já a Sugar tem personalidade na voz, mas isso também a limita de certa forma. Talvez eu levaria a Jean, mas quando penso em quem poderá chegar mais longe, levaria a Sugar. 
Bruno: Uau! Que batalha espetacular! As duas arrasaram e deixaram a decisão da Gwen mega difícil, não tinha mesmo como escolher. Por questão de preferência pessoal, eu levaria a Sugar para a próxima fase por ter um diferencial na voz que a Jean não tem, mas realmente é complicado decidir entre as duas. 
Wellington: Essa batalha mostrou o que as blinds não chegaram nem perto de mostrar. Principalmente quando se fala em Jean, que em minha opinião não foi muito bem na fase anterior. As combinaram tão bem, ao mesmo tempo em que individualmente as duas conseguiram mostrar potencial como cantoras. Feliz que ambas continuam.


3. Alessandra Castronovo vs. Joe Kirk - Stay
Armando: Achei a Alessandra excepcional. Ela teve postura incrível, soube se movimentar bem e cantar com graciosidade, alcançando as notas e tudo. O Joe para mim soa desesperado, acredito que ele precisa de muito mais experiência. Espero que a Alessandra vá longe.
Bruno: Achei que foi uma battle muito boa e bem equilibrada! Ambos mostraram confiança e força nos vocais, e eu fiquei em dúvida entre qual dos dois deveria vencer. Acredito que talvez Alessandra esteja mais preparada, mas Joe poderia crescer muito na competição.
Wellington: Alessandra foi muito melhor, apesar de não ter achado Joe ruim. Acredito que o fator maturidade contou pontos nessa batalha. A voz de Joe parece ainda estar passando por mudanças, enquanto Alessandra já tem seu doce e forte timbre formado. Foi uma boa batalha, pois os dois tem boa presença de palco e são afinados.


4. Jordy Searcy vs. Taylor Phelan - Breakeven
Armando: Eu comecei a assistir já preferindo o Taylor pelo fato da blind dele ser muito superiora a do Jordy e isso somente se confirmou na batalha. Ele tecnicamente melhor, a experiência dele o faz ser superior em todos os sentidos para ser sincero.
Bruno: Taylor foi muito bem, mas o Jordy não deixou barato e mostrou a que veio também! Eu particularmente prefiro o Taylor pela agressividade que ele consegue mostrar de vez em quando e por isso concordei com o Pharell, mas o Jordy merecia um steal muito mais do que alguns cantores anteriores.
Wellington: Acho que os dois foram muito bem. Os timbres são parecidos e os estilos se casam. Adam foi esperto em colocar dois semelhantes cantores juntos. Taylor tem uma presença de palco um pouco maior que Jordy, não consigo ver muita diferença. Poderia ter rolado um steal, mas não precisamos de dois estilos parecidos no programa.


5. Menlik Zergabachew vs. Troy Ritchie - Maneater 
Armando: Só eu que não vi nada de mais nessa batalha? Achei muito deitadão. Sendo 100% sincero, eu não colocaria nenhuma para a próxima etapa, talvez o Menlik pelo tom de voz diferente e o estilo totalmente original.
Bruno: Achei uma batalha ótima e os dois estavam bem equivalentes em questão de qualidade vocal. Eu simpatizo mais com o Troy, pela personalidade e versatilidade que ele mostra. Mas o Menlik sem dúvida é ótimo e mereceu permanecer no programa.
Wellington: Não foi a melhor batalha, mas também não foi ruim. Os dois tem vozes interessantes e que com a música e o tom certos podem crescer muito. Gwen pegou uns artistas mais alternativos e acredito que isso é bom para o programa. Menlik com Pharrel promete trazer coisas interessantes. O coach já mostrou o quanto ele se dedica ao seu cantor. Já Troy continua uma caixinha de surpresa por continuar com Gwen.


6. Amanda Lee Peers vs. Taylor John Williams - Jolene 
Armando: A Amanda foi superiora em todos os sentidos, pois o Taylor desafinou demais, dava para ouvir o nervosismo na voz dele. Também acredito que ela teria um potencial maior de chegar longe, pois ele é muito inexperiente para chegar ao final do programa. 
Bruno: Amanda é minha torcida desde as blinds, então é bem óbvio qual dos dois eu preferia antes da performance começar. Mas não sei porque, durante a battle eu só conseguia olhar para o Taylor. Eles foram ótimos, ambos, e eu acho que quem não passasse, merecia um steal sem dúvida. 
Wellington: Odeio Jolene! Acho que deveriam proibir de cantarem essa musica em realities. A apresentação foi ruim e ambos desafinaram ou saíram do compasso da música. Não acho Amanda boa cantora. A voz dela me irrita um pouco e o seu vibrado é descontrolado. Já Taylor, apesar de limitado como performer, tem um voz ótima de ouvir. Com todos os seus devaneios na apresentação ainda escolheria ele.


7. Chris Jamison vs. Jonathan Wyndham - Young Girls 
Armando: Desde o início eu achava óbvio que o Jonathan venceria esta batalha, ele tem um controle vocal muito maior e sabe explorar melhor isso, só que eu odeio o Jonathan, pois ele passa essa imagem de coitado sofredor enquanto canta, enquanto que o Chris precisa de muito trabalho, pois ele é totalmente verde e despreparado. No final, fiquei feliz que o Chris venceu, se ele trabalhar bastante, o vejo indo longe. 
Bruno: Outra batalha que pra mim não teve discussão. A voz do Jonathan e o carisma dele no palco eram muito melhores do que a do Chris. Por mim, Chris seria eliminado hoje e tentaria voltar na próxima temporada, porque ele é bem fraquinho e tem muito que crescer. Achei a battle bem divertida, mas nada de especial. 
Wellington: Preciso discordar um pouco. Acho que Chris tem um grande potencial para crescer como artista durante o programa. Em minha concepção deveria ter rolado um steal independente da escolha do Adam. Jonathan também é ótimo e foi mais um que foi embora cedo. As vozes soaram muito bem juntas e o timbre de ambos conseguiu combinar com o estilo da música.


8. Elyjuh René vs. Maiya Sykes - If Ain’t Got You
Armando: Adoro o Elyjah, ele sempre me faz rir, mas sempre torna tudo muito dramático. O que não pode acontecer com uma música como essa. Do outro lado, Maiya tem todo esse profissionalismo e voz incrível, mas não a vejo fazendo sucesso ou indo longe na competição. Eu deixaria a Maiya no meu time, pois acredito que voz ganha de personalidade neste caso. 
Bruno: Pra mim não seria uma decisão muito difícil. A Maiya foi infinitamente superior ao Elyjuh que, apesar de ter uma personalidade cativante, não conseguiu superá-la na batalha vocal. Depois de 7 temporadas, uma guerra de gritos não me surpreende mais, e ela conseguiu ser bem mais controlada do que ele. 
Wellington: Elyjah é um bom cantor, mas como performer não faz meu estilo preferido. As vozes se casaram muito bem, só que Maiya tinha algo a mais. Vejo como um desperdício dispensarem uma cantora como ela logo de cara, não houve nem um steal. Maiya precisa voltar no próximo ano, pois nesse, pegaram sua vaga. 


9. Craig Wayne Boyd vs. James David Carter - Wave on Wave 
Armando: Ganhei antipatia pelo James, ele é o tipo de pessoa que quer tornar tudo sempre sobre ele, isso me incomoda. Logo estava torcendo para o Craig ganhar essa batalha só para não precisar mais olhar para o James. Quanto a apresentação deles, fiquei bastante chateado com o resultado, pois foi mais um dueto que uma batalha, não vi nada de especial também, foi bland. 
Bruno: Batalha ok, sem sal e sem graça. Os dois tem uma voz boa, mas a escolha de música não favoreceu muito para que eles pudessem mostrar todo o potencial. Achei a voz do James mais limpa e mais gostosa de ouvir do que a do Craig e, por isso, passaria ele. Achei o steal da Gwen MEGA desperdiçado com tanta gente boa no programa. 
Wellington: A batalha não foi empolgante e jogou os dois no ambiente comum e sem desafios. São bons cantores para o estilo, mas escolheria Craig pelo quão sua voz é mais única do que a do James. Além de que todo o estilo rockcountry de Craig nos trás expectativas para algo interessante, que depois de sua união com Gwen, podem ser muito mais altas. 

Share on Google Plus

About Armando Wunsch

Formando em Comércio Internacional, se apaixonou por séries depois de assistir o piloto de Ugly Betty na Sony. Desde então seu entusiasmo por seriados só aumentou. Fã convicto de Grey’s Anatomy, Modern Family e The Good Wife, acompanha mais de 20 seriados semanalmente (na Fall Season). Já deixou muitas vezes de estudar e trabalhar para assistir seriados. Apaixonado por música, chocolate, Big Mac e coca-cola, sonha em ganhar na mega-sena para não precisar mais trabalhar. (@_wunsch)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário