Arrow 3x05 - The Secret Origin of Felicity Smoak


O passado de Felicity Smoak.

O que dizer de um episódio inteirinho sobre a minha personagem favorita? Só tenho elogios para esse episódio, exatamente por saber que Felicity Smoak faz a diferença na série. Por mais que eu já soubesse quem era o grande vilão do episódio, foi delicioso conhecer esse outro lado da nerd mais fofa e amada do momento. E os flashbacks foram sensacionais! Essa Felicity morena, gótica mas cheia de ironia era apaixonante. Prefiro ela loira, mas isso é só uma questão da cor de cabelo porque a verdadeira Felicity é a mesma que conhecemos hoje e que fomos apresentadas nos flashbacks.

Adorei conhecer a Sra. Smoak e saber que a relação das duas é complicada me fez perceber que, talvez, eu e Felicity temos mais em comum do que apenas admirar Oliver Queen malhando. O roteiro estava sensacional, a atuação dos personagens também. E eu jurava que iria ver a pequena Sara brincando com os "brinquedinhos" de Oliver. Ok, talvez seja realmente perigoso, mas ia ser hilário ver Oliver chamando a atenção de Diggle porque a filha dele já estaria se enturmando com os truques do Arqueiro.

Laurel voltou a ser insuportável e eu não aguento mais tanto mi mi mi da personagem por conta da morte da Sara. Conta logo pro papai Lance que sua irmã morreu pela segunda vez, tome atitude e vire gente. Não haja como uma garota insegura que agora desconta a raiva lutando ao invés de beber. Espero que role sim algo entre ela e o treinador e que ela cresça e amadureça antes de se tornar a nova Canário. Minha maior preocupação é vê-la entrando numa guerra sem ao menos saber o que realmente aconteceu.

E com um final de deixar qualquer fã de queixo caído, descobrimos que, talvez, o assassino de Sara seja justamente alguém que conhecemos tão bem: Roy. Oi? Será que o Mirakuro continua no sangue dele? Ou será que fomos enganados, novamente, pelos roteiristas? De qualquer maneira, isso muda todo o rumo da série, pois se Roy matou mesmo a Sara, ele terá que aguentar as consequências disso e aturar uma Laurel vingativa. Se ele não matou, o problema é mais grave ainda e veremos tudo acabar em pizza. Mas vamos esperar para ver o que vai rolar. 
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário