[Crossover Week] One Chicago - Nobody Touches Anything / Chicago Crossover / They'll Have To Go Through Me


Um caso, uma semana, três séries diferentes e uma solução. Preparem-se para saber o que rolou nessa #CrossoverWeek da NBC!

O que dizer desses três episódios? Estou ainda de boca aberta com o que Dick Wolf fez nessas três séries. Só pelo fato de ver Mariska Hargitay trabalhando com Jason Beghe (Voight) foi um sonho se realizando. Esses dois poderiam ser parceiros do combate ao crime porque eles simplesmente arrasam. Mas vamos iniciar essa review falando de Chicago Fire que iniciou a semana mais esperada do ano.

O episódio 3x07 (" Nobody Touches Anything") foi o responsável por trazer o caso que ligaria as três séries e eu, particularmente, amei o episódio. Pensei que veríamos algo cheio de drama, mas não, tivemos momentos cômicos e algumas pitadas de dramas. Mas nada superou a minha cara de "What's happened?" quando Severide contou que se casou em Vegas com uma desconhecida. Foi tipo ver meu personagem favorito levando uma facada no peito de alguém próximo a ele. Oi?! Dick Wolf porque você fez isso? Shay pode ter morrido, mas esse casamento repentino foi um baita choque para mim e para os colegas dele.


Britney, a moça com que ele casou, parece ser legal, mas jamais irá substituir o lugar que Shay tem no coração de Severino e dos fãs. Mas posso dizer que gargalhei com a reação da turma, principalmente por insinuarem que Brett poderia ter sido a Sra. Severide. Falando nela, eu ri muito quando descobrimos o segredo do Cruz. Quem poderia imaginar que ele teria tanto gingado assim? Só mesmo Cruz para me fazer ter um colapso de risos depois de um dia estressante no trabalho. Pelo menos deram uma solução para que ele pudesse parar de cozinhar.  

E com um acidente que poderia muito bem acontecer com algum vizinho seu, Severide encontrou o caso que ligaria os três seriados nesse crossover. Um pedófilo que poderia ser o responsável pelo sumiço do irmão da Erin, lá de Chicago PD. Se no primeiro crossover eu quase infartei, desconfio que nesse não será diferente. E olha que para a minha grande surpresa até que eu sobrevivi. Sobrevivi por Severide não está mais no mercado, por Erin quase ter morrido e pelo encontro de Voight e Benson.

E graças a essa invenção de Dick Wolf decidi assistir Law & Order: SVU. Claro que não me decepcionei com Voight, Erin e Jay ajudando Benson em NY. Aliás foi um episódio muito bom! Olivia arrasou. Sempre fui fã dessa mulher lá quando ela ganhava todos os prêmios, mas nunca tive coragem de assistir a série por conta de tantas temporadas. Atualmente, a série está em sua 16ª temporada, mas o fôlego parece de uma novata. A história do casinho continuou e, finalmente, podemos conhecer o irmão da Erin. Nossa, me deu uma dó dela. Quem poderia imaginar o que um sequestro, estupros e outras coisas poderiam causar numa criança.


Mas concordo com Olivia: não foi culpa da Erin isso acontecer. Ela tinha 15 anos quando seu irmão desapareceu. Era uma criança que tinha que proteger sua mãe, estudar e cuidar da casa. Para a sorte dela, Voight apareceu. E foi isso o que o episódio, em si, quis mostrar: nunca é tarde para recomeçar. Adorei o andamento do caso, de ver Teddy (o irmão da Erin) mostrando o porquê dele ter feito coisas ruins. Mas quem deu um show foi a dupla Olivia Benson e Hank Voight!

Os dois arrasaram e eu estou amando essa nova dupla. Eles bem que poderiam trabalhar mais vezes juntos. Falando nisso, o que foi eles disfarçados de pais da nova vítima? Sensacional. Pelo menos eles salvaram Henry, a mais nova vítima, antes que as coisas pudessem piorar para ele. E agora a história continua em Chicago, com mais mistérios e o caso mais complicado visto até agora pela polícia. Meu maior medo é que Dick Wolf apronte mais ainda!

O episódio 2x07 "They'll Have To Go Through Me" encerrou a história de forma incrível. Estou aplaudindo de pé Dick Wolf pelo brilhante trabalho nesse Crossover! A continuação dessa história tirou a vida de um conhecido de Ruzek, deixando todos arrasados. A forma linda que Pratt fez para ajudar a esposa e a filha dele foi o ponto alto do episódio. Confesso que até deixei cair umas lágrimas. Pratt divou e sambou na cara da sociedade e de Chicago!

Mas ainda bem que a equipe não estava sozinha e que Benson e sua trupe de NY estava lá para ajudá-los. Quando o principal suspeito é assassinado, novos garotos são sequestrados, Erin se envolve no passado dela e Voight está pronto para acabar com o chefão deste crime, os fãs só tem que agradecer. A maestria desse caso, dessa semana de Crossover foi incrível. Só tenho elogias a fazer. Entretanto, saber que tivemos tanta carga dramática me dá um aperto no coração.


De qualquer forma foi ótimo ver toda a inteligência e a equipe de SVU NY empenhados em encontrar o monstro que anda arquitetando tudo isso. Claro que teríamos uma lição disso tudo, mas o que importa é que o bem venceu o mal. Ri muito com Ruzek e sua cara quando Amaro arrasa no espanhol. Mas de forma geral esse episódio de Chicago PD foi um baita episódio com muita carga dramática. Pelo menos vimos Erin se entendo com Teddy e com sua mãe. E podemos ter uma esperança de vermos mais Voight e Benson trabalhando juntos. E quem poderia imaginar que seria Teddy quem colocaria todos os pingos nos IS? Pois bem, isso é Dick Wolf!
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário