Grey's Anatomy 11x07 - Can We Start Again, Please?


O merecido destaque em Amelia.

O episódio dessa semana trás de volta o bom ritmo desse início de temporada. Ritmo que foi quebrado com o destaque no drama familiar de April e Jackson, mas que agora com uma nova perspectiva e com uma história ainda não explorada volta e promete momentos bons e interessantes. A vida de Amelia foi bem explorada no finado spin-off da série. O vício nas drogas levou a personagem ao fundo do poço e o caminho de volta foi difícil. O que Amelia vive hoje é o pós-final feliz, já que sua história foi concluída ao final de Private Practice. Mas o que ela não esperava era que seu passado viesse como uma bola de destruição nessa nova etapa de sua vida.

Acredito que o maior erro tenha sido na hora da contratação. Derek deveria no mínimo ter exposto ao conselho a situação da irmã, mas além de não ter feito o que seria o certo ele ainda tentou sabotar a carreira dela na hora que ele deveria ter dado mais apoio. Uma atitude como essa colocou em teste o caráter do personagem e ainda contou pontos negativos em seu relacionamento com Meredith. A desaprovação em seu rosto diz tudo e o fato dos dois terem "brincado" a noite toda não ameniza nada. Achei muito interessante explorarem as consequências da vida de uma ex viciada. Meu único medo é a possibilidade dela ter uma nova recaída. Apesar de muitos não terem acompanhado o que aconteceu em LA, repetir o plot não me parece uma boa sugestão.

O apoio de Meredith no meio dessa história se torna muito importante. Gosto de ver nossa protagonista criar laços de amizade seja com quem for. Nesse episódio vimos alguns desses laços sendo criados com Maggie. É prazeroso ver que a relação das duas está evoluindo sem exageros. Nada como um convite para consumo de álcool para iniciar uma boa relação. 

E em falar em boa relação, a parte mais engraçada foi quando todos perceberam que são sexualmente relacionados e de quebra um simples, mas tocante salve a George para trazer aquela lagriminha no canto do olho mesmo num momento tão descontraído. Descontração que Jo parece não aprovar. Acredito que uma hora ela vai surtar e com isso acabar prejudicando sua relação com Alex. Ainda envolvendo Jo, é preciso comentar o seu plot de primeira cirurgia própria. Porém, o destaque eu dou mesmo é para Bailey que voltou a ser aquela médica que a gente gosta, sendo má, engraçada, competente e dando lição aos internos. Infelizmente acompanhar a vida pessoal dela não funciona. Então o melhor jeito é trazer essa velha fórmula de volta.


Arizona também se destacou positivamente nessa semana. Moribunda Davis já está fazendo quimioterapia e deixando todas as responsabilidades em cima dela e isso foi muito bom. Ver todo o esforço que ela fez para poder salvar as vidas do bebê e da mãe confirmou que ainda existe lenha para queimar quando se fala de carreira. 


E quem anda esquecido na trama é Owen e até então não se vê sinais de algo que possa dar um UP no personagem. Ele está ali para ser o novo Chief e vez ou outra ele ainda se impõe, mas na maioria das vezes sua ideia é sucumbida pelo bom senso dos outros médicos, o que torna a situação um pouco deprimente.


Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário