The Originals 2x07 - Chasing the Devil's Tail


"O monstro que há em mim só pode ser controlado pelo monstro que há em você."

Klaus tem evoluído muito desde que colocou os pés em New Orleans e nessa segunda temporada o crescimento do personagem está cada vez mais evidente. O monstro que a gente conheceu em TVD continua lá, mas agora com algumas crises de consciência e algumas lições aprendidas. Vale ressaltar que muito da mudança de Klaus vem do nascimento de Hope e agora das propostas de Esther, que está em busca de redenção para os filhos. Com isso tudo o personagem tem se mostrado mais "humano" e consequentemente valorizando uma coisa que Elijah sempre priorizou: A família.

Uma das melhores cenas desde o inicio da temporada foi esse momento tão importante em que Klaus admite que carece da ajuda de Elijah para controlar o monstro que há dentro de si. Além de fazer o irmão perceber que eles são aquilo que estão destinados a ser e com isso enfraquecendo a tormenta que Esther plantou na cabeça dos dois. Dificilmente Klaus iria se render a essa história de redenção, mas por um breve momento ele ficou pensando em como as coisas seriam. O que eu já sabia era que a presença do pai de Klaus não duraria muito. Na verdade, tudo parecia mais uma distração para os planos de Esther. Klaus não poderia arriscar a segurança de Hope e fez o que achava certo. O que ele não imagina é que de qualquer forma a menina corre perigo por causa do que Esther ofereceu no passado.

Mas o melhor desse episódio foi a emboscada para Finn e com isso finalmente uma função decente para Cami. Gostei dela ter aceitado ser a isca do plano para capturá-lo e se colocando a prova. Porém, o que ela não esperava era a visita surpresa de Esther. Tenho medo de que esse contato entre Esther e Cami faça a personagem regredir. Com Kol a coisa acabou sendo até mais fácil, pois inconscientemente Davina abriu caminho para que Marcel (que está bem apagado nessa temporada) agisse, conseguindo até mesmo a adaga. O que destoa um pouco de toda a trama é essa insistência de Hayley em querer que Jack seja o Alfa. Na realidade, Jack é um personagem tão descartável que irrita ver o tempo de tela desperdiçado com ele, já que está mais do que obvio que ele pode morrer muito em breve para assim Hayley voltar a alimentar seu romance com Elijah.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário