Survivor 29x11-12/29x13 - Kind Of Like Cream Cheese/Let's Make a Move



Essas duas semanas mostraram uma sequência de como dominar a tribo.

Natalie conseguiu garantir que seu plano continuasse como previsto mandando pra casa um integrante da aliança de Reed. A nossa Sri Lanka conseguiu mostrar pra Jon que queria ele no jogo, o alertando a usar o Idol, o que é uma jogada de mestre já que ela estava sonhando em dar um blindside na criança que se achava demais. Com a aliança maior dominando, o desafio, que era aquele velho conhecido onde você tacava o machado em alguém, só podia resultar num “ai quem vai ficar? Quem ganha?”. Jeff como não suporta gente que não quer jogar mandou parar a palhaçada e decidirem logo o vencedor da recompensa porque ele tinha mais o que fazer. Logo o povo decide deixar a anciã da tribo ganhar o prêmio. 

A escolha da Missy de levar Baylor e Natalie e deixar Jaclyn poderia muito bem ter sido um tiro no pé se não fosse por Jaclyn ser tão irritante e o Alec tão sem noção. Tenho certeza que Jon não decidiu seguir o papo da Jaclyn de trair a própria tribo por causa do rumor de que Alec estava dando em cima dela. Além do mais, Missy fez um papel muito bem de mãe da tribo fazendo do Jon uma pobre criança carente. É o que eu já disse nas reviews anteriores, Jon só tem esse poder todo no jogo porque tem sorte, mas é bem bobinho quando se trata de estratégia. A sorte foi que o episódio foi duplo, porque essa primeira parte foi bem previsível com a aliança majoritária mandando Reed, a maior ameaça, direto pro júri, além de deixar Jon com o saldo de um novo ídolo encontrado no Exile Island.

Foi na segunda metade que as coisas começaram a ficar mais interessantes. Nós sabemos que Natalie estava querendo se vingar de Jon tem muito tempo, porém a oportunidade não tinha chegado. Enquanto isso ela foi garantindo a confiança do moço, cedendo várias recompensas, alertando sobre traições e dessa vez não foi diferente ao chamar ele junto com a namorada pra aproveitarem um espaguete com vinho e uma confortável cama. Nesse desafio foi que pude perceber o quão irritante é o Jon. Não adiantou ele vir com a história de sofrimento que o vinho é o vínculo com o pai e blábláblá, pra mim ele só é uma pessoa chata que se acha o centro do universo. Natalie teve que engolir tudo isso e bancar a atriz. Incrível que a interpretação foi tão boa que o bobinho contou pra twinnie que tinha achado o Idol. Começou então a missão vingança. 


Natalie e Baylor estavam prontas para deixar o Jon chegar no júri sem nem saber como, o que elas não esperavam era que o menino de ouro ganhasse a imunidade. Com isso todo o plano foi por água a baixo, tendo que adiar mais uma vez o blindside. Com Alec e Keith fora da aliança, o alvo era fácil no mais forte dos dois, no caso Keith (Sim, o senhor de mais de 50 anos dava um banho no menino de 22). Dividindo os votos da aliança de cinco pessoas, ficariam três para Keith e dois para Alec. Mas vocês acham que Natalie ia aumentar as chances de Jon ganhar de novo a imunidade? NA-NA-NA-NA-NÃO. Natalie tratou de trocar seu voto para Alec, fazendo com que uma das pessoas mais inúteis da temporada fosse eliminada. 

Com o estrago feito, no penúltimo episódio da temporada Natalie teve muito trabalho nas mãos. Ela tinha regras básicas e seguiu todas elas para dominar a tribo:

1- Entrar no modo atriz novamente e fazer a panicat burra que se confundiu tudo, mentindo que achou que estava na Fazenda e não em Survivor.

2- Garantir que a criança inocente (a.k.a)Jon acreditou.

3- Trazer a única pessoa fora da aliança para dentro de sua aliança secreta afim de fazer um blindside lindo. 

4- Se voluntariar para ir pra Exile Island no lugar de quem você quer dar o blindside para não correr o risco de que ele achasse um novo possível idol e para mostrar gratidão a ele.

5- Sempre deixar um homem burro achando que manda nas mulheres.

6- Fazer questão de ganhar a prova da imunidade para que o alvo fosse passível de votos.

7- Garantir um número certo de aliados para prever possíveis ídolos que possam aparecer.

8- Ter trabalhado bem a aliada para que ela consiga convencer a mãe a votar com ela.

9- Manter a pose de fiel escudeira durante todo o tribal council.

10- Se segurar para não rir escandalosamente quando o alvo for eliminado. 

Nossa twinnie não decepcionou e seguiu todos os passos direitinhos, conseguindo formar o maior blindside da temporada e um dos maiores da história. Por quê um dos maiores da história? É muito comum você fazer um blindside, muito comum as pessoas se vingarem em Survivor, mas manter esse alvo durante tanto tempo, articulando para que ele não fosse votado até o momento exato, isso é coisa de gênio do mal, isso é coisa de Emily Thorne. No fim, Natalie saiu comandando a maior aliança, eliminou a única pessoa passível de lhe roubar o prêmio caso dividisse uma final com ela, chegou ao final 5 com um idol no bolso além de ter na sua aliança uma pessoa com o pé quebrado. Se eu fosse algum dos participantes esse episódio final ia ser marcado por grandes riscos, movimentos drásticos e tentativa de eliminar Natalie, porque pelo que vejo até agora, se ela chegar na grande final, ela leva o prêmio. E é por isso que eu torço. GO TWINNIE!
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment