Survivor 29x14 - This Is My Time



Nunca é tarde pra elogiar quem merece.

2014 chegando ao fim mas antes eu tinha que falar sobre a final de Survivor. No episódio final com duas horas de duração, Natalie foi consagrada como uma das melhores vencedoras de Survivor de todos os tempos. A twinnie, que passou por Amazing Race duas vezes e não teve a sorte de agarrar o prêmio, fez bonito e mostrou que o jogo social é o forte dela. Acredito que Natalie conquistou um lugar no hall das grandes estrelas de Survivor, lugar de gente como Parvati e Rob. E se alguém ainda questiona isso, quero comentar um pouco da jornada dela no programa e nessa final deliciosa. 

Natalie conseguiu se manter todo tempo em controle do rumo do jogo, porém fez isso sem assumir uma posição de líder. Ela procurou sempre fazer as coisas se preocupando em garantir que não soasse muito arrogante ou autoritária. As alianças que fazia, envolvia sempre um cuidado para fazer com que a pessoa se sentisse ouvida, e conseguia fazer com que as pessoas sentissem que os planos tinham sido formados por elas mesmas, sendo que tudo fazia parte da manipulação de Natalie. Foi assim com Keith, foi assim com Jon, e principalmente com sua grande aliada na fase final do jogo, Baylor. 

Falando em Baylor, outro ponto que merece louvor no jogo de Natalie é a eliminação da menina, assim como outras eliminações causadas pela twinnie, como a de Alec e Jon. Ela não só sabia se livrar dos peões que poderiam arruinar seu jogo, como sabia a hora certa de fazer. Ela armou a eliminação de Baylor em uma final 5, para que fosse pra final 4 com Keith, Missy e Jaclyn. Ela sabia que se continuasse com a aliança, e eliminasse Jaclyn, ela corria risco de Keith ganhar novamente a imunidade, e como mãe não votaria em filha, nem filha em mãe, ela morreria na areia. Também foi genial a estratégia de deixar Missy junto a Keith no jogo para tirar o foco dela, já que os dois aparentavam ter a simpatia do júri. 

Natalie jogou apostando na confiança dos seus parceiros de jogo. Ela conseguiu construir durante muito tempo uma confiança com o povo de sua aliança, e sem a mesma ela não conseguiria fazer os blindsides maravilhosos que fez. Natalie sabia que o jogo não se formava em 24 horas, ela tinha noção que você precisa ter um alvo e trabalhar um tempo para chegar nele. Natalie jogou com garra, não decepcionou no aspecto físico do jogo, foi uma das pessoas mais mentalmente preparadas no jogo e soube trabalhar o aspecto social como ninguém. 

O jogo de Natalie é um dos mais incríveis que eu já assisti em todas as temporadas que vi de survivor, ela foi merecedora do prêmio e ouso dizer que é minha campeã favorita desde Parvati. Fico na torcida que ela volte em uma temporada All Stars ou Heroes vs Villains. Por fim San Juan Del Sur, apesar de dividir opiniões termina com um saldo positivo.

P.S: Jeff irritou bastante dando tempo excessivo pra plateia, e não interagindo com todos os participantes na hora da reunião. Acho esse espaço deveria ser melhor aproveitado, e não são só os finalistas que têm opiniões interessantes. 
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment