The Voice 7x22/7x23 - Top 8 Perform & Results


A volta dos que nunca serão.

Incrível como a industria musical consegue acabar com vários de nossos competidores favoritos. RaeLynn que tinha tudo para ser uma ótima cantora country está mal sobrevivendo no mundo sertanejo, enquanto que a Christina Grimmie tinha tudo para ser uma ótima cantora R&B, ficou presa com um single cheio de trompetes e vem cantar no programa uma balada chata. E tem ainda pessoas se perguntando o motivo dos veteranos do The Voice não fazerem sucesso!


Ryan Sill - "Open Arms" [12 de 30]
Armando: O que me incomoda no Ryan é que ele joga para todos os lados. Ele não tem personalidade, não sabe que caminho seguir e mesmo entendendo que ele quer se encontrar musicalmente, isso me deixa muito frustado com ele. Pelo menos esta apresentação estava vocalmente boa. 
Bruno: Ryan num tem voz pra segurar uma música clássica dessas. Os agudos não tiveram a potência que a música podia, apesar de terem sido melhores do que eu imaginava. O problema dele, como o Armando disse, é que falta personalidade. Ele deveria continuar cantando em coral que provavelmente faria mais sucesso. 
Wellington: Ryan é o pior cantor da temporada e ponto. Ele pode tentar, querer, se esforçar, mas nada disso adianta porque ele é muito limitado. A escolha da música foi mediana, mas o estilo e a voz não trouxeram o impacto pretendido, um impacto que a Gwen insiste que existe e que eu particularmente não entendo. 



Craig Wayne Boyd - "Take It Easy" [27 de 30]
Armando: Semana passada ele foi espetacular, mas eu prefiro ele cantando músicas agitadas como essa. Ele tem uma energia incrível e sabe passar ela para quem está o assistindo. Espero que ele vá longe. 
Bruno: De longe o melhor cantor country a passar pelo programa. Ele me diverte e me prende a atenção toda semana, sem exceção. Ele tem algo especial que não te deixa desgostar dele, por mais que o estilo não me atraia muito. Pra mim, um de dois que merecem ganhar aí no meio agora. 
Wellington: Mais uma performance incrível, digna de um profissional. Ele tem carisma com o público e uma voz de inveja qualquer cantor do segmento.


DaNica Shirey - "These Dreams" [24 de 30]
Armando: Linda apresentação. Ela soube se sobressair, brilhou do início ao fim, contou uma história. O vocal não estava perfeito do início ao fim, mas somente ao fato dela se destacar em um palco desses já merece uma salva de palma. 
Bruno: To cansando dessas performances dela, de verdade. Bora dar algo mais agitado e animado pra ela? Tantas músicas que ela pode mostrar todo o potencial vocal dela, inclusive do próprio Heart, e o Pharell me escolhe dela. Os vocais foram sem dúvidas ótimos, mas é mais do mesmo. 
Wellington: Essa era a DaNica que eu esperava ver desde as blinds. Realmente não existe nada que ela não possa fazer com a voz. A música foi bem escolhida, trouxe um arranjo diferente da original, mas bem no estilo de DaNica. O que eu sempre fico na expectativa é de uma DaNica que se movimente mais ao invés de ficar tão engessada como é de costume. Ainda assim foi incrível. 


Damien - "Someone Like You" [17 de 30]
Armando: Foi comovente, vocalmente impecável, mas chata. Vamos ser sinceros, ele é um grande interprete, mas não o vejo como artista, muito menos fazendo sucesso depois do programa. Ele é mais do mesmo e datado, e provavelmente chegará na final do programa. 
Bruno: Outro que tá demorando pra virar a página. Ele canta super bem, isso é um fato, mas tá na hora dele se atualizar. E eu não digo cantar músicas lançadas recentemente, porque isso ele fez. Mas canta um Usher, um John Mayer, algo diferente dessa coisa lenta e piegas que me faz dormir. 
Wellington: Não aguento mais Adele, muito menos essa música e ainda por cima cantada na versão masculina. Vocalmente foi ótimo, Damien tem talento e disso não se tem dúvidas. Mas foi tudo muito melancólico. 


Chris Jamison - "Sexual Healing" [28 de 30]
Armando: Aprendam com esse moço em como tornar uma música batida em algo atual.  Estou começando a virar fã deste moço, ele está mais consistente que Jacquie Lee e Tessanne. 
Bruno: Ele tem surpreendido a cada semana, e se continuar assim tem chances de ir longe. Foi super bem, não foi nada datado mesmo cantando uma música antiga (viram DaNica e Damien? Assim que se faz!) e merece continuar no programa. 
Wellington: Chris está trocando de lugar com Craig e se tornando o meu preferido pra ganhar essa temporada. Ele tem realmente evoluído como artista e como cantor. Sua desenvoltura no palco só tem melhorado e os vocais cada vez mais controlados. Merece ir pra final. 


Luke Wade - "Holding Back the Years" [14 de 30]
Armando: VAI EMBORA, MALDIÇÃO. Que apresentação sonolenta, sem carisma, sem nada. 
Bruno: Ele parecia totalmente perdido na música. Inseguro, sem vontade, sem emoção e, mais do que isso, sem vontade de vencer. Ou as escolhas de música melhoram, ou ele não vai longe. 
Wellington: Luke foi uma grande decepção pra mim. A melhor apresentação dele foi Rich Girl, mas só porque teve conselho de Taylorzinha Swift (próxima coach do programa #sonha). O restante das apresentações ao vivo foi de ruins para péssimas e a cada semana a coisa só piora.


Taylor John Williams - "Royals" [28 de 30]
Armando: Não entendo o que a Gwen está tentando fazer com esse menino, mas estou adorando. A apresentação foi muito bacana, os novos elementos sonoros ficam muito bem, encaixou perfeitamente com a voz e estilo dele. Adorei! 
Bruno: Aprende a fazer algo groovy e interessante que nem ele Luke. Taylor tem esse lado mais sombrio e ele é diferente de tudo que eu já vi por aí. Ele me intriga e ao mesmo tempo me diverte, e eu nunca sei o que esperar dele além de uma performance impecável. Espero que o top 2 seja ele e Craig. 
Wellington: Gostei bastante dessa versão de Royals e estou gostando de tudo o que Taylor anda fazendo durante a temporada. Ele tem um estilo alternativo que me agrada e ao contrário de Ryan ele sim tem uma voz interessante para ser bem trabalhada. 


Matt McAndrew - "The Blower's Daughter" [29 de 30]
Armando: Sempre me emociono quando cantam essa música, e o Matt fez valer o episódio inteiro com essa interpretação. Linda, emocionante, vocalmente incrível. Excelente. 
Bruno: Segurar essa música não é pra qualquer um. E parece que finalmente o Adam acertou na escolha pro Matt. Achei que ele não ia conseguir os agudos, mas foi a melhor parte da apresentação, o que me chocou bastante. Vocais impecáveis e emoção no ponto. 
Wellington: Matt é outro forte candidato para ganhar essa temporada. Não é meu preferido, mas é inegável que ele tem uma voz incrível e ele detonou nessa apresentação. Vocais incríveis e emoção a flor da pele. Muito bom,

Results

Não consigo entender, de forma alguma, porque eliminam três pessoas em um só episódio, pareceu Project Runway, metade era top, metade bottom, e o povo era Heidi Klum. Acho injusto não somente com os candidatos, mas com o progresso de cada um, eles precisam de semanas para encontrarem seu lugar de conforto e evoluir.

O que me conforta é talvez teremos a Anitta ou Reagan voltando ao programa na próxima semana.

Eliminados: Danica, que é uma ótima vocalista, mas muito datada, Luke Wade, que finalmente foi embora e Ryan, que nem deveria ter passado das batalhas.
Share on Google Plus

About Armando Wunsch

Formando em Comércio Internacional, se apaixonou por séries depois de assistir o piloto de Ugly Betty na Sony. Desde então seu entusiasmo por seriados só aumentou. Fã convicto de Grey’s Anatomy, Modern Family e The Good Wife, acompanha mais de 20 seriados semanalmente (na Fall Season). Já deixou muitas vezes de estudar e trabalhar para assistir seriados. Apaixonado por música, chocolate, Big Mac e coca-cola, sonha em ganhar na mega-sena para não precisar mais trabalhar. (@_wunsch)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário