Revenge 4x12 - Madness

"We're all mad here." - Lewis Carroll

Revivendo o ano de 2003 e com David na cadeia, a fim de nos mostrar o que aconteceu enquanto todos choraram um defunto vivo. Assim começou o capítulo de Revenge que apresentou uma trama nova a fim de tentar amarrar os pontos e encomendar o desfecho que tem prometido com a chegada do 'grande vilão'.

Lyman Ellis, irmão da Louise, vem tentar comprovar a maluquice da irmã mas acaba trazendo a resposta para tal. Sob o preceito de que cada pessoa tem duas facetas, uma mais perturbadora que outra, Louise me faz gostar dela a cada dia mais, morro de rir e de dó, claro, eu tenho um coração, nas cenas em que ela delira com a mãe e a velha mania de depreciar a filha de forma agressiva. Foi tudo muito bem orquestrado até a descoberta de que a loucura da ruiva é efeito colateral de uma família que a mantém cativa nas drogas para poder usar a herança indiscriminadamente. Como será 'Louise normal' agora que ela é regular na série? A ajuda acabou tornando-se mútua, uma vez que a tal foto de Ems que deveria estar queimada foi encontrada pela própria, aumentando a ira da nossa protagonista e, de fato, mostrando que a verdadeira culpa pela morte de Daniel é da mamãe Grayson por ter colocado a assassina no encalço da Thorne.

"Now is the time to let her suffer. I sacrificed my whole life for this moment. Don't rob me of it." Emily estava disposta a acabar com o plano original de vingança e, como prêmio, ter a chance de conhecer o pai verdadeiramente. Eu achei a esmola muito grande, confesso, porque o David tem se mostrado um egoísta! Por falar nele, sou só eu quem dá muita risada nas cenas em que ele se acha o mestre do crime e faz caras de quem vai conquistar o mundo? "You have had two years to plot your revenge on me. Is this really how you wanna play it?" O flashback trouxe uma carga de informação excelente e começou a dar as tais respostas que faltavam sobre os acontecimentos depois da 'falsa morte na prisão'. David trabalhou pra Malcolm (como refém) e arquivou um pen drive de evidências e está tão obstinado com esse plot vingança por tudo o que sofreu - naquela pegada 'ele me forçou a ser o homem que eu precisava ser, arruinou minha alma, bla bla bla'. O mais "engraçado" é que Jack é o único que ainda 'acredita no sistema', será que é por fazer parte dele? Deu vontade de entrar na cena e pedir pro menino Potter sentar e deixar que os criminosos lidassem com os criminosos, simples assim.


Victoria e Margaux foram um caso à parte sobre a caixa de memórias de Daniel. Enquanto uma tentava reconectar-se com os momentos felizes, outra seguia obstinada na busca pela verdade... até parar no hospital. Mamãe Grayson resolveu contar toda a verdade que a Lemarchal queria ouvir mas não contava com Ben na porta no quarto ouvindo o que a série tentou esconder a qualquer custo durante as três temporadas anteriores: Amanda Clarke é Emily Thorne. Já quero saber como irão trabalhar depois dessa bomba caindo no colo da representante da mídia feat cheia de ódio e do policial quase detetive. Eu acho que os dois ainda podem trabalhar juntos (e muito bem!) porque eu não entendo até agora aquela ação policial prendendo o Black pra, em seguida, vê-lo andando normalmente. O FBI inteiro está na folha de pagamento deste cidadão, Brasil? 

E o encontro de Ems e Victoria no farol trouxe, enfim, um pouco de dignidade pra uma série já cansada pela mesmice e pela quantidade absurda de furos! No momento em que uma preferia estar morta a ser salva pela grande rival, flechas são disparadas e ambas caem... nas mãos do Malcolm. Espero que papai Clarke não seja o cidadão do ano nem grande salvador da pátria, espero que a série saiba como resolver esse sequestro sem menosprezar a nossa inteligência e, por fim, espero mesmo grandes cenas de cativeiro entre Emily e Victoria! Você confere promo clicando aqui!

Melhor quote:

"Ems, you're finally gonna get your happy ending." - Nolan Ross, o retrato da esperança. 
Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário