Grey's Anatomy 11x12 - The Great Pretender


Balanceando bem comédia e drama.

Ao contrário das minhas previsões, eis que Grey's Anatomy voltou a apostar em momentos mais leves, onde o drama e a comédia conseguem ser muito bem divididos em um episódio. Jurava que teríamos pelo menos mais umas três semanas de puro drama, mas não imaginava que o plot de April e Jackson tivesse uma conclusão tão rápida, apesar de boa. Mas não há do que reclamar, porque mais uma vez a série fez algo bacana. Foi um arroz com feijão maravilhoso com direito a especiarias no meio.

O plot que me chamou bastante atenção nessa semana foi o que mais apelou para o drama. O irmão, agora irmã, de Ben apareceu do nada para trabalhar na série esse tema que precisa ser abordado nos dias de hoje. Ultimamente a série que esteve lidando com a questão de transgênero foi Glee, e diga-se de passagem que soube tratar disso muito bem, mas Grey's também fez bonito, sabendo trazer toda a emoção que o plot precisava. Bailey foi a escolhida para ser a pessoa com a mente aberta e informada para passar para Ben, e consequentemente para o público, sobre o assunto totalmente sem preconceitos. Não deve ser fácil aceitar e nem viver numa situação dessa, por isso não dá pra dizer que Ben é um babaca. Acredito que veremos muito mais desse assunto mais adiante.

A situação também foi mais séria quando descobrimos que Meredith não tinha ido de encontro a Derek. Em nenhum momento passou pela minha cabeça que houvesse traição envolvida no assunto, mas fiquei bastante curioso no decorrer do episódio. De inicio achei a justificativa muito sem graça. O papo com Pierce foi muito mecânico, apesar dela ter tentando uma intimidade muito maior do que Meredith está disposta a dar no momento. Com Alex a situação já foi diferente. Meredith jogou todos os seus sentimentos e conseguiu ser mais sincera dizendo o quanto ela precisava ficar sozinha no momento. Ela não quer se separar, mas também não está pronta para voltar para o marido. Aliás, da maneira como Derek estava insuportável nos seus últimos episódios ninguém realmente está querendo a presença dele. Acho que enfatizar que agora o momento é da Meredith por si só é o melhor caminho. A personagem precisa desse cuidado em sua personalidade e cada vez mais eu to gostando desse diferente destaque.

E em todo o restante da trama o que sobrou foi leveza. Adorei todos os momentos com Arizona e Herman. Acho que ali deve deixar como está e ficar tudo apenas na amizade, pois foi muito engraçado quando Herman descobriu que Arizona é uma verdadeira safada, que trai e dorme com internos. Além de que foi impagável o quanto Arizona ficou sem graça quando o assunto era Jo andando pelada pela casa. Já Callie está começando a viver novas aventuras. Se abrir mais e ser mais casual foram coisas que ela perdeu depois de tanto tempo casada. Com Amelia a coisa já é um pouco diferente. Está bem claro que está despertando nela sentimentos por Owen e foi muito bom ver que quando finalmente ela teve coragem para dar uma primeira jogada de flert ele logo retribuiu, começando assim a nascer mais um casal que promete pegar fogo dentro da série.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário