The Voice 8x05/8x06 - The Blinds End and Battles Begin/The Battles, Part 2


Os times estão cheios...
... e já começaram a esvaziar. Gostei que as batalhas começaram no mesmo episódio das audições às cegas, pois geralmente há uma defasagem muito grande de audiência entre as duas etapas e assim evita-se isso. Sem falar que as batalhas iniciais não deixaram nenhum pouco a desejar. Vamos começar este review com...

As últimas audições.



4. Nathan Hermida - Sure Thing. Gostei da apresentação, mas não simpatizei com ele. Ele lembra muito a Reagan James, mas falta um pouco de suavidade, sabe? Acho que a escolha de música foi boa, mas ele poderia ter feito mais com ela, usado um momento para tentar notas mais altas e mostrado dimensão.


3. Paul Pfau - Fly Me to the Moon. O legal é que a sua voz é totalmente diferente do visual, mas não fiquei muito empolgado com essa apresentação, não. Achei bem datada e sem graça, ele poderia ter mudado um pouco a melodia ou acrescentado algum momento diferente e importante.


2. Hannah Kirby - The Letter. Simpatizei com ela, foi original, determinada e tem um vozão. Acredito que não irá muito longe na equipe do Blake, pois ela simplesmente não faz o estilo dele, porém a vejo chegando longe quando o Pharrell roubar ela. 


1. Caitlin Caporale - Impossible. Finalmente alguém no episódio que sabe cantar do jeito que eu gosto, com emoção, paixão e escolhendo uma música que deixa transparecer toda a habilidade vocal do cantor. São audições como essa que eu procuro para baixar e deixar guardadinho nos meus arquivos musicais, e como cereja em cima do bolo ainda tivemos aquele dueto lindo no final da audição, como não amar?

As batalhas começam.


9. Ashley Morgan vs. Mia Z - Put the Gun Down. A Mia tem muita presença de palco que a Ashley e ela sabe usar melhor os pequenos detalhes da voz dela, porém a Ashley visivelmente foi a vencedora desta batalha pelo conjunto da obra, ela tem muito mais controle e sabe se posicionar bem na música. O Pharrell fez uma grande burrada, mas acredito que a Mia aprenderá bastante durante a competição.


8. Blaze Johnson vs. Michael Leier - Rude. Não lembro do Michael, só sei que a apresentação dele nesta batalha foi muito sem graça, totalmente dentro de uma caixa, ele não usou ou tentou algo diferente, foi certinho e bonitinho. Já o Blaze esbanjou da voz potente e totalmente cativante que ele tem. Decisão fácil.


7. Cody Wickline vs. Matt Snook - How Country Feels. A batalha sertaneja. Iiiirraaaaah. A voz dos dois foi ótima, super agradável de ouvir e batem bem com a personalidade country deles. Só que quando o Matt começou a cantar eu logo percebi que o Cody ganharia por ter uma voz jovem e que pode ser trabalhada mais do que a do seu oponente, e sendo totalmente sincero, Cody conseguirá muitos mais votos que o Matt.


6. Ameera Delandro vs. Sonic - Masterpiece. Alguém compra uma personalidade e dá para a Ameera, por favor? Ah, e compra uma voz com mais controle também, ela precisa. E na volta comprem estilos de cabelo decente para as duas. Como falta personalidade para a Ameera, eu também escolheria a Sonic, pela história e a vontade de ganhar dela.


5. Brian Johnson vs. Josua Davis - Knockin' on Heaven's Door. Vamos combinar que era óbvio quem seria o vencedor desta batalha antes mesmo de começar. O Brian tem uma voz incrível, cheia de personalidade e ao mesmo tempo totalmente quieta. O Joshua até tentou e foi bastante competente, mas contra o Brian era óbvio quem ficaria e não entendi porque o Joshua ficou no programa, não vejo nada de especial nele.


4. Travis McNeiece vs. Tonya Boyd-Cannon - PYT (Pretty Young Thing). O Travis me surpreendeu, eu não havia entendido o motivo dele estar na equipe do Adam, mas ele realmente mostrou que sabe cantar, mas a Tonya é um furação, ela comanda o palco e comandou esta apresentação, é incrível o que esta mulher consegue fazer. O que ela precisa agora é começar a procurar músicas que podem destacá-la nos programas ao vivo, pois ela pode cair facilmente naquela categoria de negra americana cantando soul e r&b.


3. Meghan Linsey vs. Paul Pfru - Don't Let Me Down. Que escolha de música perfeita para a voz da Meghan. Desculpa Paul, mas a vencedora desta batalha foi sem dúvidas a Meghan, a voz dela cabe perfeitamente no soul e eu acho que ela chegará muito longe na equipe do Blake. Ela está no meu coração e somente sairá dele quando ser eliminada e depois de três meses lançar um single e eu nunca saberei dele. Mas enfim, MEGHAN <3.


2. Hannah Kirby vs. Sarah Potenza - Gimme Shelter. As batalhas do Blake sempre ficam incríveis e aqui a culpa dela ter ficado tão boa foram as cantoras, que deram seu melhor. Acho a voz da Hannah muito boa, super controlada e cheia de personalidade, mas a Sarah começou essa temporada de uma forma incrível e cheia daquela determinação de rocker. No final das contas, a decisão ficou fácil, Sarah.


1. Anthony Riley vs. Travis Ewing - Get Ready. Que apresentação explosiva. AMEI! A química entre os dois foi simplesmente incrível e o Anthony cantou como se fosse o último dia dele na terra, foi incrível. Ele representa todo o xingado e personalidade da música e ele soube explorar isso muito bem. O Travis não ficou para trás, soube usar muito bem a voz a dele, mas tinha como ele vencer do swag do Anthony. E fico feliz que o Travis ganhou, pois a audição dele ainda está no meu top 5 da temporada.
Share on Google Plus

About Armando Wunsch

Formando em Comércio Internacional, se apaixonou por séries depois de assistir o piloto de Ugly Betty na Sony. Desde então seu entusiasmo por seriados só aumentou. Fã convicto de Grey’s Anatomy, Modern Family e The Good Wife, acompanha mais de 20 seriados semanalmente (na Fall Season). Já deixou muitas vezes de estudar e trabalhar para assistir seriados. Apaixonado por música, chocolate, Big Mac e coca-cola, sonha em ganhar na mega-sena para não precisar mais trabalhar. (@_wunsch)
    Blogger Comment
    Facebook Comment