Game of Thrones 5x02 - The House of Black and White

"I'm not afraid."
Eis que minha menina Arya desembarcou em Braavos! A imponente estátua do Titã de fogo nos olhos guarda uma cidade recortada pelo mar, seus galés, a feira livre e a fatídica Casa do Preto e Branco cuja nomeia o episódio. A 5ª temporada tem dividido seus núcleos de forma impecável, ajudando no entendimento de cada plot ao passo que organiza o panorama geral para a compreensão da história como um todo. A fotografia está incrível (ainda estou embasbacada com Dorne) e, mais uma vez, o correr de 50 minutos passa sem que percebamos.

"Valar Morghulis / Valar Dohaeris." Arya chegou ao seu destino e, se Jaqen H'ghar parecia não existir para a figura carrancuda por trás das portas alvinegras, sua persistência a fez permanecer do lado de fora por um longo tempo  repetindo seu mantra, até jogar a moeda na água como uma grande fonte dos desejos: "Cersei, Walder Frey, The Mountain, Meryn Trant." Confesso que fiquei aturdida e muito preocupada sobre como ela prosseguiria depois da literal porta na cara, mas se há um personagem que amadureceu e evoluiu ao longo das temporadas, foi ela (creio que o George Martin a colocou tantas vezes em perigo para deixá-la mais forte, forjar-lhe o caráter e preparar-lhe para grandes atos no futuro). Quando intimidada por três homens, antes mesmo de fazer uso da Agulha, Arya contou com a ajuda do senhor carrancudo de outrora que, não apenas os afugentou sem proferir uma única palavra, mas também entregou-lhe a moeda novamente; transformando-se em Jaqen. "Quem é você, então? / Ninguém. E é isso o que uma garota deve tornar-se," convidando-a para entrar pelas portas e, creio eu, iniciando a Stark neste núcleo de 'homens sem rosto'. Imagino que ela será muito bem treinada e, assim, poderá iniciar sua vingança contra aqueles que dizimaram sua família; estou muito curiosa sobre como será a vida por trás das grandes portas e mal posso esperar para o que virá a seguir!

King's Landing teve seu dia de Troia ao receber um presente bem peculiar: uma víbora com o colar de Myrcella entre os dentes, uma ameaça vinda de Dorne em vingança pela morte de Ellia Martell e, recentemente, Príncipe Oberyn. Cersei pode ser acusada por muitos crimes, mas não se pode questionar seu amor de mãe - ainda mais quando Jaime lhe pede postura e um tom moderado de voz: "O que sua precaução trouxe? Nosso mais velho morto no próprio casamento, nossa única filha enviada a Dorne, nosso bebê prometido àquela vadia sorridente de Highgarden!" Assim, parafraseando a Rainha, "um homem de uma mão só, sozinho, em Dorne," inicia o plano de resgate da filha porque "se for com um exército será uma guerra".  É oficial: as dificuldades, antes aplacadas pelo sobrenome imponente ou desviadas pelo ouro, começaram a dificultar o caminho dos Lannister e, já que "toda maldade tem retorno," Bronn, sem muito direito de escolha, será o companheiro de Jaime fucking Lannister nesta cruzada. Enquanto isso, no extremo sul de Westeros, fomos apresentados a Dorne: o Príncipe Doran Martell (perceberam a cadeira de rodas?) parece alguém justo e disposto a honrar o acerto matrimonial de seu filho com Myrcella, porém Ellaria Sand aka mulher do Oberyn deixou claro o desejo de vingança dela e das filhas, dando um pequeno vislumbre do veneno da víbora: "As Serpentes da Areia estão comigo. Temos o amor de seu povo. Elas vingarão seu pai enquanto você senta-se em sua cadeira sem fazer nada. Quantos de seus irmãos e irmãs eles têm de matar?" 

"Pessoas como nós nunca se satisfazem dentro da caixa." Assim, Varys e Tyrion continuam incríveis nos diálogos e os jogos de palavras são cada vez melhores; eles pensam grande e, realmente, nunca viverão 'dentro da caixa', dos padrões! Passando por Volantis, dentro de uma segunda caixa (agora maior e confortável) a dupla seguiu caminho e percorreu a memória para trazer à tona os múltiplos talentos do Lannister caçula. A ironia do eunuco sobre um inseto na bebida do anão e o cuidado para não ingerir nada sólido me fez gargalhar mas nada supera a crise de riso no que diz respeito à "Caça ao Anão" iniciada por Cersei: sequência genial!! Por falar nela, não vai ser fácil eleger a nova Mão do Rei, o tio Kevan não aceitou ser mais uma marionete ao passo que os floreios a cada nomeação dentre seus 'bajuladores', não dando o que cada um quer mas inflando-lhes o ego a ponto de saírem satisfeitos, sentirem-se necessários e bem quistos aos olhos da Rainha; só demonstra que ela sabe muito bem o que faz. Outro aluno da mesma escola de dissimulação é Petyr Baelish! Ele e Sansa estavam na mesma estalagem que Brienne e Podrick, pensei que agora sim alguma coisa poderia, de fato, acontecer para suprir o desejo dela ter a quem servir, mas Mindinho fez de um todo para desacreditar Brienne a fim de Sansa não aceitar sua proteção "sua lealdade não teve preço," e me partiu o coração vê-la sendo rejeitada pela segunda Stark seguida - mas acredito que ela não perderá Sansa de vista e também rumará ao leste, aparecendo em momento oportuno!

Depois de capturar um membro do Filhos da Harpia, Daenerys juntou seus conselheiros a fim de tomar uma decisão. "Misericórdia, julgamento justo, isso não significa nada para eles. Eles só entendem de sangue," Mossador tentou avisar o que ele mesmo faria 'em nome da Rainha' mas o tiro saiu pela culatra. "Você queria a Harpia morta mas suas mãos estavam atadas, eu a libertei como a todos nós," o pensamento de escravo num homem livre não poderia terminar de outra maneira e, se 'lei é lei', o julgamento ganhou novo réu e terminou com a cabeça de Mossador arrancada sob ordens da Mhysa; dando início a uma confusão generalizada entre os antigos mestres e os escravos libertos. "Liberdade e justiça, uma não existe sem a outra." O caos estava instaurado, por teimosia, por querer ser justa até demais, Daenerys trouxe o conflito para dentro de casa e não percebeu enquanto o fazia e eu acredito que os inimigos, que já não são poucos, usarão sua própria causa para seu próprio fim. "Ela não pertence a este lugar, não importa o quanto vocês a chamem de Mhysa, ela nunca será sua mãe." Como se não bastasse, Drogon (o único filho que parece "domado") apareceu no telhado, olhou-a como uma despedida e alçou voo. Pra onde diacho esse dragão foi agora, minha gente?

"Nortistas são como o povo livre, leais apenas a eles mesmos," só reconhecem um rei, um deles, e Snow tem me surpreendido no que diz respeito a política e seus desmembramentos, principalmente quando as cenas são com Stannis. O Baratheon insiste em querer o Norte e, caso Snow ajoelhasse, prometeu tornar-lhe um Stark, herdeiro dos títulos de Ned. Jon tem seus preceitos à frente das suas vontades, e acredita ser indigno de governar o Norte caso recuse os votos feito na Muralha. "Eu não puno homens por bravura, eu os recompenso," esta frase de Stannis poderia resumir a 998º Eleição do Senhor Comandante: Sor Alliser Thorne foi apresentado como vencedor certo contra Denys Mallister até que Sam lançou à disputa o nome de Snow, sendo ovacionado após elencar as importantes conquistas de alguém com tão pouca idade mas tanto caráter e coragem: "enquanto ele [Sor Janos] se escondia com a mulher e a criança, Jon Snow estava liderando. Sor Allister lutou bravamente mas quando ele foi ferido, foi Jon quem nos salvou. Ele deu conta da defesa da Muralha, matou o Magnar dos Thenns, foi ao Norte lidar com Mance Rayder mesmo sabendo que poderia morrer. Antes disso, liderou a missão de vingar o Senhor Comandante Mormont - que escolheu o próprio Jon por seu intendente. Ele viu algo em Jon e agora todos nós vimos também. Ele pode ser jovem, mas ele é o comandante a quem recorremos quando a noite estava mais escura." e eu aplaudi de pé!! Meistre Aemon, quem sempre "enxergou" algo especial no bastardo de Ned, desempatou a votação e Jon Snow foi escolhido o novo Senhor Comandante da Patrulha da Noite! Te cuida, Stannis, essa Muralha vai ficar pequena pra vocês dois!
Varys: Cersei ofereceu terras ao homem que trouxer sua cabeça.
Tyrion: Ela devia oferecer a boceta. A melhor parte dela pela minha melhor parte.
PS.: "Não entendo o alarde por causa disso," Sansa sobre cerveja e eu não poderia concordar mais!
PS².: fofo demais Shireen ensinando Gilly a ler!
Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário