Chicago Fire 3x22 - Category 5

Matthew Casey em: 007 - Missão Strip Club
No último episódio antes da season finale, Chicago Fire precisa aprender a lidar com seus próprios incêndios, reaprender o significado de família e entender um pouco mais sobre hierarquia. Com Casey atuando de agente duplo, fomos convidados a uma dúvida muito grande e uma promo que não oferece muitas respostas...

Todos lembram como Voight foi introduzido no universo Chicago e, quando ele tentou entrar em contato com Casey, mas teve sua ligação ignorada, eu não me surpreendi. Chicago PD precisava de alguém para colher informações internas sobre Jack Nesbitt e, usando 'os Dawson' a fim de convencer o tenente do 81, conseguiram ele ele trabalhasse como infiltrado. Quando Jack apareceu na trama e suspeitei que coisas ruins viriam com ele, mas não imaginei que algo tão sério estivesse acontecendo. Tráfico internacional de mulheres europeias pela fronteira canadense, lavagem de dinheiro e a exploração sexual das mesmas no próprio strip club – uma vez que aquela troca de olhares entre Matt e Katia soou como um pedido velado de socorro, um conforto por saber que, se alguém puder fazer algo, este é ele. Quando um dos ‘amigos’ de Jack requereu o celular de Casey antes de deixá-lo sentar-se à mesa, meu coração também acelerou: será que ele descobrirá o dispositivo de escuta plantado pela polícia? Com este cliffhanger, CF deixa uma grande interrogação para semana que vem e eu estou ansiosa para que Nesbitt seja desmascarado logo!

Otis foi TÃO insuportável neste episódio, na saga implacável contra Rice, que conseguiu destruir a grande família que o 51 sempre foi. E dai que suas suspeitas contra o novato foram confirmadas? E dai que ele tem um pressentimento ruim? Ele não tem o direito de dividir a Brigada, ele não tem o direito de ser inconveniente nem plantar discórdia a fim de dividir lados. Achei maravilhosa a dura que Severide e Boden deram nele e espero que ele pense bastante na merda que fez! Agora o 51 é um campo de batalha entre Truck 81 e Squad 3 e até mesmo a memória do Darden foi trazida à tona pelos tenentes que, também, não encontraram o diálogo necessário para aclarar as coisas. Por outro lado, Scott precisa aprender a dividir o profissional do emocional, ao passo que Kelly perguntar sobre a máscara e seu funcionamento foi estritamente necessário para que a situação chegasse num fim, não quer dizer que havia desconfiança entre eles! Lamentável colocar uma amizade tão bonita em xeque por conta de tolices! Logo Sev que sempre apóia as pessoas e faz de um tudo para ajudá-las, acaba levando os golpes de onde menos se esperar. (por falar em golpe, alguém mais sentiu que ele saiu machucado depois de parar o carro desgovernado em chamas?)

Mas vamos falar daquele que nunca decepciona e minha vontade de abraçar o Herrmann não terminou mesmo com o capítulo chegando ao fim! Chilli é sonhadora, acredita nas próprias ideias e investe todo seu tempo e dinheiro na construção de seus sonhos. Ela parece alguém pra vocês? Uma 'versão jovem do Chris'!! Fiquei muito emocionada na maneira altruísta do Herrmann em acolher não só a nova paramédica, mas seus ideias e ambições e, não apenas incentivá-la a fazer toda a franquia de champanhe acontecer, mas investir o próprio dinheiro nessa empreitada! Oh, captain!! Espero que este não entre pra lista de 'um dos muitos fracassos de Christopher H.'! Viva longa ao Chilleeze!

A série tem feito episódios mornos, mas bastante sólido em suas histórias. Apesar de não gostar em nada de como as coisas se encontram no momento, há que admitir que CF não enrola na resolução de seus plots e eu creio que, na season finale, teremos as respostas devidas sobre como a série caminhará numa quarta temporada.


Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário