Freaks Look: Quantico


O Grey's Anatomy do FBI.

Preciso confessar que desde que vi a promo de Quantico, minhas expectativas eram grandes para o seriado. Ainda bem que depois de assistir ao piloto, as minhas expectativas foram todas alcançadas e julgo dizer que esse foi o melhor piloto da fall season até agora. É claro que ainda teremos outro seriados bons estreando, mas Quantico soube muito bem mostrar a que veio. E a trama envolvendo mistérios e suspenses já deixa claro uma coisa: veremos muito podre ainda durante a temporada.

Logo nos minutos iniciais somos apresentados a protagonista, Alex Parrish, num cenário pouco agradável. Aos poucos vamos descobrindo que Alex provavelmente conviveu com um terrorista durante sua estadia de treinamento no FBI, ao mesmo tempo que flashbacks vão nos mostrando quem era Alex e seus amigos na base de treinamento. O que se sabe é que NY vivenciou o maior ataque terrorista depois de 11 de setembro e foi alguém que Alex conhece ou conhecia que provocou tudo isso, ou seja, temos um terrorista no meio dos protagonistas.

Era de se esperar que Alex seria incriminada pelo o que aconteceu, mas para a sorte dela Miranda Shaw, uma agente que a recrutou, acredita na inocência da garota e a ajudou fugir para limpar seu nome. Agora Alex terá que relembrar seus dias como recruta para desvendar o quebra cabeça e prender o verdadeiro terrorista antes que seja tarde. Uma premissa muito bom que pode trazer ótimos momentos para os fãs de seriados de suspense. Quantico tem toda a essência de Grey's Anatomy e Homeland, o que pode agradar o público. O único problema é o dia e o horário em que é transmitido. Esperamos que os roteiristas saibam conduzir a história muito bem para que o seriado sobreviva ao cancelamento. Mas vamos aos fatos apresentados no episódio!

Alex Parrish tem carisma e conseguiu se destacar no piloto. Seu relacionamento com Ryan Booth já comprova que nada sabemos sobre os dois. Existe química entre eles? Sim! E que química! Mas a julgar pela conversa que Ryan teve com o Agente Liam, desconfio que Ryan esteja investigando Alex e essa aproximação foi puramente planejada. Não acredito que Nimah seja a verdadeira traidora. Tudo bem que a cena em que ela pede para sua irmã gêmea (?) se passar por ela foi bastante suspeita, mas os roteiristas não entregariam o bandido logo de cara, não acham? Minhas suspeitas ficam com Simon Asher e Shelby Wyatt. Simon parece que está fingindo ser gay e Shelby mentiu numa simulação, mentira essa suficiente para entrar na lista de suspeitos. Quanto a Caleb Hass eu acredito que ele seja tão vítima quanto Alex. E se duvidar, não é nenhum dos recrutas o terrorista, mas sim o Agente Liam. Mas isso só saberemos se continuarmos assistindo ao seriado.  

Mesclando os dias atuais com flasbacks, Alex Parrish terá que correr contra o tempo para achar o verdadeiro terrorista e provar a sua inocência. O que sabemos é que os dias de treinamento foram os piores dias na vida desses recrutas e lembrou muito as primeiras temporadas de Grey's Anatomy. A interação dos personagens foi muito bem explorada e tivemos um piloto bastante amarrado, com um plot interessante e que tem tudo para deixar os apaixonados por mistério satisfeitos. A única coisa que eu sei é que não vou querer perder um episódio de Quantico. Aliás, se você piscar assistindo, pode ser que perca algum detalhe importante. 
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário