Grey's Anatomy 12x01 - Sledgehammer (Season Premiere)


Let the sun shine!

Grey's Anatomy chegou a sua 12ª temporada, um número invejável para muitas séries, já que são poucas as que conseguem se manter por tanto tempo no ar com tamanho sucesso. E diante de tantos altos e baixos é surpreendente ver uma série conseguir, por muitas vezes, se reinventar e manter a atenção da audiência, conseguindo criar boas histórias e fazendo o público se emocionar com frequência. A saída de Patrick Dempsey foi um grande divisor de águas, Derek Shepherd vivo e ausente é absolutamente diferente dele morto, e o fato de ter que conviver com essa ideia não é uma tarefa fácil.

O momento é de adaptação, tanto para os personagens (principalmente Meredith), quanto para o público e o que queremos e precisamos agora é ver Meredith brilhar, da mesma forma que diz o pôster promocional da temporada. Mas será que essa premiere mostrou isso? A resposta é não. Embora a gente saiba que isso certamente vai acontecer, essa premiere distribuiu as atenções e focou em um caso da semana extremamente envolvente, abordando um assunto frequentemente discutido nos dias atuais.

Antes de falar sobre qualquer personagem é preciso dar atenção para o caso dessas duas meninas, que se amavam, mas que não tinham a liberdade e o apoio para viver uma história juntas. De um lado pais religiosos com uma mãe extremamente rígida e cheia de preconceitos, de outro um pai, viúvo, perdido e sem saber o que se passava na vida da filha, mas com um aparente grande amor independente de qualquer coisa. Foi uma lição, principalmente com o envolvimento de Callie na defesa das meninas. O infelizmente vem quando a gente vê que essa realidade de suicídio e tentativas do mesmo é muito frequente na vida real, mesmo que os motivos não sejam o querer da morte de fato.

Como foi apenas o primeiro episódio, não se falou muito em Karev e Jo, só se sabe que eles estão morando juntos e felizes, assim também como Arizona ficou limitada a procurar roommates, mas a situação acabou divertindo com os comentários de Edwards sobre o porquê de ninguém querer morar com ela. Jackson também ficou apagado, mas com o retorno de April as coisas prometem ficar tensas em breve, ainda mais porque não se sabe o quão mudada ela está.

Já a corrida de Bailey para ser a nova Cheif começou um pouco incômoda, não gosto da versão mimizenta da personagem, porém, o discurso final em plena sala de cirurgia valeu muito apena e espero que esse novo cargo traga boas histórias para nossa Natzi, que durante as últimas temporadas só protagonizou momentos ruins.

Falar sobre Meredith é mais fácil.....Eu quero ver o sol brilhar.... mas isso não foi tão intenso em Sledgehammer. Agora que Meredith mora com Amelia e Maggie a dinâmica promete ser mais divertida, uma coisa bem mais leve, porém, ainda não sabemos em que tipo de enredo nossa protagonista vai se deparar. A briguinha entre ela e Amelia foi algo meio avulso, mas pelo menos mostrou que a relação ali já é de família e que existe amor e cumplicidade, coisas que ambas precisam depois da recente perda. Maggie está ali como uma espécie de mediadora e para servir como ponte sempre que as coisas ficarem complicadas e explorar mais essa relação entre irmãs não é uma má ideia.

Enfim, Grey's voltou, e por mais que as coisas tenham mudado bastante, a essência continua a mesma e é isso que faz a gente se manter firme e forte depois de tantos anos.


Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário