Empire 2x05 - Be True

"God knows your heart." 

Lucious livre, Andre presidente, Vernon suicida, Gutter Life, Jamal de volta ao estúdio, Cookie perigosamente armada e gritando novamente o clássico “tell Lucious to kiss my black ass,” Ne-Yo, Adam Rodriguez, extorsão, roubo, batismo e sequestro. Respira! O 5º episódio de Empire serviu de introdução para vários plots que prometem muito daqui pra frente e nos deu longos minutos com um dos meus personagens preferidos da série: Dre.

"I want to help heal this family. I want us to be whole again, I mean it, with all of my heart." Dre precisava confessar seus pecados, perdoar e ser perdoado pela família para que pudesse descer às águas do batismo. De alguém frio, calculista, egocêntrico, mentiroso e conluiado a uma pessoa decidida a dar-se uma segunda chance, mais calma, corajosa e verdadeira, sem contar com todo o plot da bipolaridade, a tentativa de suicídio, o internamento e o encontro com Jesus... De longe, este é o personagem melhor construído na série! Adorei o fato dele e os irmãos baixarem a guarda e começarem uma aproximação, mas ainda me dói a sensação de que ele está, constantemente, sendo testado por um pai que, verdadeiramente, não sabe o que fazer com ele. Dre tem a família como foco principal de suas ações - isso ele puxou da mãe, graças aos céus - e foi lindo o VRA dado naquele advogado impertinente mas, quando a necessidade do Lucious por poder e vingança for maior que os valores do filho mais velho, vai acontecer um embate cujo não estou disposta a ver porque Andre está disposto a jogar limpo como novo homem e o pai... bem, Lucious Lyon é o diabo em pessoa - citando Cookie - e não tem receio de passar por cima de ninguém, inclusive sua própria cria.

Os flashbacks continuam sendo cortantes! "There is no God. You just need to man the hell up," disse papai Lyon ao primogênito horas antes de entrar na igreja para presenciar seu batismo. Mas quem poderia esperar uma metalinguagem daquelas? Quem poderia prever que uma sequência maravilhosa estava por vir?  Temos uma compreensão mais apurada do passado do Lucious, de toda a dor e todos os traumas vividos com a doença da mãe durante sua infância, mas não há nada que justifique a maneira que com que ele lida com as pessoas que o cercam. É muita ruindade, muita arrogância e prepotência, é complexo de Deus - principalmente ao afirmar que os únicos mandamentos cujos ele segue são os próprios. Ele continua a distribuir olhares de reprovação a Dre, insiste em querer transformar Jamal em uma versão mini de si mesmo e age como se fosse o sol (desculpa, querido, o sol vive em Seattle e responde pelo nome de Meredith Grey!) e todas as coisas acontecessem somente sob seu consentimento e dessem certo com a sua bênção - e me deu vontade de partir a cara dele quando mandou 2 marginais roubarem as demos da Dynasty! 

Por falar na nova gravadora, não está sendo nada fácil! Quando Tiana foi roubada eu fiquei muito perturbada, já pensando que a ação e o vídeo em seguida a fim de extorquir Cookie em troca de """segurança""" era mando do Lucious - uma vez que não machucaram Ti fisicamente. Mas sequestrar Hakeem? Acredito que ele não tenha chegado a este ponto, ainda! Minhas apostas indicam que Thirsty está por trás deste movimento, numa missão solo a fim de impressionar o big boss e estou apenas aguardando o 'feitiço virar contra o feiticeiro' porque ele parece desconhecer a força do rugido dos Lyon quando atiçados. Antes que me esqueça, gostei da volta de Porsha - mesmo sob observação - e adorei o Adam Rodriguez ser o novo promotor de eventos, Delgado, da Lyon Dynasty (alguém mais assistiu I Can Do Bad All By Myself? April e Sandino <3), mas nada se compara ao amadurecimento do Keem, principalmente no que diz respeito a Laura. PROUD!!! Iria até comentar sobre Michael, o plot "a mouth is a mouth," mas PREGUIÇA! Ele estava insuportável e Jamal merece alguém melhor: PRÓXIMO! 

PS.: Na cena em que Becky fala pro Jamal "Jesus te ama, não me importo com o que a Bíblia diz," quando ele conta sobre a tour com o Ne-Yo, eu gritei!!!
PS¹.: Freda! Freda! Freda!! Quanto sentimento numa canção! E ainda ser metáfora pra falar com o coração do Lucious? Wow! Mas quão hipócrita foi ele falando sobre 'amor de pai' com ela? Tsc.

Melhor Quote:

Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário