Survivor 31x06 - Bunking With the Devil



De invisível a dominante.

31 parece ser um número de luz para Survivor. A temporada das segundas chances não poderia nos entregar 6 episódios tão empolgantes quanto esses, e se pensávamos que sem Varner ou Abi causando a temporada iria ficar entediante, não poderíamos estar mais errados. 

Este foi um episódio de grandes twists, desde o primeiro minuto. É inevitável o sentimento de que algo errado está acontecendo quando vemos Jeff chegar no meio da noite para acordar um participante. Nesse caso, como a própria Kass disse, foi uma das piores coisas que poderiam acontecer. Ver Terry partir foi emocionante mesmo ele não tendo minha torcida para vencer. Mais emocionante que a partida em si, foi ver os depoimentos dos outros pais, e em especial das mães Kelly, Kass e Ciera sobre o quão difícil é estar tão longe sem saber como estão seus filhos. Outra coisa: o quão poético foi o fato de Terry abandonar sua segunda chance pra torcer para que seu filho tenha uma segunda chance? 

Jeff Varner disse no primeiro episódio que o trem vai tão rápido quanto seu condutor quiser, e os condutores de Survivor estão levando essa temporada à 120 por hora. Quem imaginaria outra mistura de tribos tão rápido, e de três para duas? O povo de Angkor deve ter glorificado aos deuses de Cambodia. Para comemorar essa mistura tivemos o delicioso desfio de escorregar no óleo. Quem não ama ver esse povo maravilhoso cheio de óleo? Joe, Woo, Jeremy, Abi, Kelley... por favor produtores, podem mandar desafios assim todo episódio. 

Enquanto Ta Keo teve sorte na recompensa, quando chegou nos desafios Bayon levou a melhor. E tivemos de volta o clássico desafio cospe ou engole das comidas! Kass e Ciera não conseguiram engolir. Mas eis o tempo de Ciera invisível acabou. Savage chegou na nova Ta Keo se sentindo dominante, tinha Abi e Woo da extinta Angkor, além dos Bayon originais: Ciera e Kass. A confiança de Savage, entretanto, acabou o matando. Ninguém gosta de ser a isca, especialmente porque a isca geralmente é quem está no bottom, você nunca sabe quando dois votos podem virar cinco. Ciera, sabendo que Abi não confiava no Woo, trouxe as mulheres para uma aliança (Monica chora nesse momento ao ter ficado numa tribo com Kimmi), e botou um alvo em Woo. O mais interessante é que o alvo principal era Spencer, arqui-inimigo assumido de Kass. O conflito de Kass para escolher entre a nova Kass e a Chaos Kass não poderia ter sido mais delicioso de assistir. No final Kass decidiu ser esperta e focar na sua aliança com as meninas, pensar racionalmente e eliminar Woo. Savage passou de dominante para dominado enquanto Kass e Ciera assumiram o poder da tribo mesmo sendo apagadas pela edição nos episódios anteriores. 


Essa é a beleza de Survivor, as coisas mudam todo tempo e você sempre pode escalar do fundo do poço para o topo e empurrar quem estava em cima para baixo. 

P.S: Finalmente conseguimos ter um episódio que mostrasse as alianças em todas as tribos. Bayon tem suas rachaduras, podemos ver que Stephen não quer cometer o mesmo erro da última vez, Keith e Kimmi parecem não estar se dando tão bem, Jeremy quer manter seus escudos e Kelley está ali só se aproveitando da desordem para se tirar do alvo. 
P.S¹: Abi sem falas no episódio? Sem falar que vai votar no Woo porque ele votou nela duas vezes? Abi não sendo uma bitch na edição? Que milagre!



Melhores Quotes:

To have someone have to go home like this is worst than a medevac it's worst than anything you can imagine at survivor. It's just a reminder of how quickly things can change – Kass sobre Terry e prevendo o episódio. 

Spencer Bledsoe 0% chance of winning this game – Kass praticando a vingança e sendo uma personagem incrível.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário