Chicago PD 3x07 / 3x08 - A Dead Kid, a Notebook and a Lot of Maybes / Forget My Name


Tensão, histórias bem amarradas e um cast de ouro: esse é Chicago PD!

Essa semana foi muito boa para os fãs da franquia Chicago. Ambas as séries foram renovadas pelo canal NBC. E eu posso dizer que estou 100% feliz com essa notícia, ainda mais depois de assistir a esses dois brilhantes episódios. Não tem como negar: Chicago PD veio para ficar e já podemos nos acostumar com todos os policiais vivenciando seus dramas enquanto prendem os bandidos de Chicago. Essa temporada está espetacular, mantendo o mesmo nível da temporada anterior e mostrando o seu amadurecimento. Não tem como negar que o episódio "A Dead Kid, a Notebook and a Lot of Maybes" (3x07) foi carregado de drama, mostrando um outro lado de nosso amado Jay Halstead.

A cada episódio, eu fico mais apaixonada por ele. Eu sei que ele é um personagem, não cheguei ao meu nível máximo de loucura (ainda), mas é impossível não ficar comparando os homens da vida real com Jay. Além de lindo, sexy, gostoso, boa pinta, ele é sensível e um excelente policial. Meu, não consigo achar nenhum defeito nele. Como isso é possível? Até mesmo quando ele está esquentadinho e apronta uma para cima de Voight. É como se Dick Wolf se inspirasse em contos de fadas e os transformassem em histórias para adultos carregas de ação, drama, sexo e problemas pessoais. E colocar um suicídio de um estudante que estava querendo explodir a escola foi bastante emotivo e genial. 

Ok, sabemos que o garoto não se matou e só ia fazer aquilo porque sofreu abuso sexual do professor de natação numa escola de riquinhos. Para quem não sabe, nos EUA é muito comum vermos as diferenças das classes sociais estampadas em escolas e bairros, por isso, foi bastante importante Wolf ter tocado nesse assunto de maneira subliminar, deixando a sua crítica quanto as atitudes das pessoas. E nós vimos bem isso nesse episódio, principalmente quando os nossos amados policiais foram até o colégio tentar descobrir mais sobre o suposto suicida. 

Quem acabou se envolvendo bastante com o caso foi Jay. Nosso amado personagem se identificou com o amigo do garoto assassinado e o ajudou bastante a ser uma nova pessoa ao prender o professor pedófilo. Aliás, Jay se mostrou um psicólogo e um ombro amigo, além de fazer um excelente trabalho como detetive. Voight pode até ter umas cartas na manga quando o assunto é fazer o suspeito confessar, mas é Jay quem brilha em cena, seja com Erin, seja sem camisa, seja com seu sorriso sexy matador, seja quando está em ação. 

Enquanto a Inteligência resolvia mais um caso impossível, Alvim via a sua decisão de ter rasgado o resultado de DNA indo para o ralo. Isso porque ele decidiu contar para sua esposa e ela não gostou nenhum pouco em saber que seu marido preferiu acolher uma estranha a ficar com ela. Talvez Alvim tenha agido por ser um cara bom, bacana e está querendo reparar alguns erros do passado, mas eu ainda acho que ele foi um babaca ao ter jogado o resultado no lixo. Ele é um detetive há anos, não deve deixar o lado pessoal afetar o juízo só porque está com dó da garota. Ele podia ter visto o resultado e, independentemente de ter dado positivo ou não, escolher se assume a garota como sua mesmo que ela não seja. De qualquer jeito, sem ter para onde ir, ele decidiu morar com Adam, pelo menos por um tempo, e acabou estragando a noite (e jantar) de Burzek. Quando não é o Dick Wolf que faz cagada, é Alvim mudando com sua suposta filha para atrapalhar meu casal querido. É, parece que essa temporada não está nada fácil para os fãs de Burzek! 



E no episódio "Forget My Name" (3x08), Alvim ainda continua atrapalhando os planos de Kim e Adam, sobrando até para Michelle dar conselhos amorosos para Kim. Ok, não eram bem amorosos, vez que ela disse que eles poderiam morar juntos já que são noivos, uma boa sugestão, já que não vejo motivos deles não morarem juntos e eu achava que eles já viviam sob o mesmo teto, mas ok. Cada um tem uma convicção e eu continuo amando Burzek com todo o meu coração. Mas confesso que vibrei horrores quando os dois conversaram sobre isso e decidiram procurar um cantinho para eles morarem. Esse momento merece a dancinha do Chandler (Friends). 

Atwater, que no episódio anterior acabou se tornando "amiguinho" de um importante chefe da polícia, está se enforcando sem perceber. Isso porque acabou o filho desse novo "amiguinho" foi preso aprontando algo bem feio e já posso ver que por conta dessa prisão, Burgess e Roman correm risco também, pois foram eles que prenderam o rapaz. Nem quero ver no que isso vai dar. 

O caso do episódio foi bastante complexo e mostrou como podemos encontrar alguém mais esperto no meio do caminho. Tudo bem que eu meio que desconfiei da mulher da vítima pela reação que ela teve (culpa de eu ver muito seriado precedual), mas a Inteligência precisou de um hacker informante criminoso de Antonio para matarem a charada. Pelo menos pudemos nos divertir com o ciúminho de Mouse e com muitas cenas fofas Linstead, entre elas, os dois disfarçados de policiais de patrulha. 


Mas não foi só o Mouse que ficou com ciúmes. Nossa amada e ex baladeira (e drogada) Erin não gostou nenhum pouco de Jay ganhar o número do telefone da advogada do criminoso, mostrando quem é que manda na relação. Ele com aquele sorriso sexy de que gostou de receber o número foi de matar qualquer um. Mas pelo menos Jay mostrou ser um bom namorado (e um bom partido) ao rasgar o telefone na frente da amada! Como não suspirar por Linstead? Impossível!!! 

Quem também parece que vai subir ao altar em breve será Trudy Platt. Minha adorada Sargenta vai ser pedida por Mouch em casamento e adivinha quem ficou responsável para saber o tamanho da aliança? Kim Burgess!!! Isso mesmo, o que fica claro que a amizade das duas é a coisa mais fofa e divertida desse seriado. Falando nisso, o que foi a Burgess passando óleo/creme/sei lá o que nas mãos da Platt para descobrir o tamanho da aliança? Sensacional!! Ainda mais com aquela fala (e cara) hilária da Sargenta mais amada de Chicago. Quero casamento duplo pra ontem!!! Espera!! Se rolar casório duplo, Platt não será a Dama de Honra da Kim, e nem Kim da Platt! #Chatiada! Então, quero festa de Despedida de Solteira dupla, com muitas cenas Blatt!!! 

#Blatt <3

Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário