Grey's Anatomy 12x08 - Things We Lost in the Fire




Um episódio para mexer com o emocional da gente.


Ultimamente Grey's Anatomy tem feito episódios sólidos e sem necessidade de grandes catástrofes para conseguir chamar a atenção e ser bom. Nenhum dos personagens tem vivido situações de risco, sendo o único grande risco ter seus corações partidos e ficar emocionalmente vulneráveis, levando em consideração que isso é o que também acontece com a gente aqui do outro lado assistindo. E nesse sentido Things We Lost in the Fire, oitavo episódio dessa temporada, consegue ser conduzido com maestria, trazendo elementos necessários para um Winter Finale, apesar de não jogar acontecimentos bombásticos na nossa cara.

O caso mais tocante, sem dúvidas, foi o do bombeiro com queimaduras severas e com certeza de que iria morrer, mas que ainda em meio a tanta dor e sofrimento fez questão de esperar a esposa para pelo menos se despedir. Caso esse que mexeu muito com Bailey, que no papel de chefe do departamento cirúrgico encara seu primeiro grande acidente. Ao mesmo tempo em que o chefe dos bombeiros pedia que seus homens fossem cuidados, Bailey conseguiu com exito dar conta de tudo e ainda improvisar quando as estruturas do hospital não eram suficientes para comportar um grande número de vítimas. Maggie e DeLuca, que também acompanharam o paciente de Bailey, se destacaram de maneira positiva no episódio. O casal é simpático, tem química e foi interessante ver Maggie estabelecer alguns limites para seus comportamentos em meio as pessoas, porém, foi melhor quando não teve mimimi e ambos logo admitiram seus sentimentos e se acertaram.

Diferente de Maluca (rs), April e Jackson e Alex e Jo estão vivendo momentos de crise e o que a gente está vendo não é nada bom. Esses casais deveriam seguir o mesmo exemplo de Callie a Arizona e se separarem de uma vez, porque está difícil de aguentar. April precisa aprender que as coisas não podem ser exatamente como ela quer, afinal, não foi só ela que sofreu a perda do filho. Já Alex precisa reconhecer que ele prioriza Meredith sim, e não digo que ele está errando em apoiar a amiga, mas que se ele pretende formar uma vida junto com Jo o tratamento entre eles precisa ser diferente. Dei razão a Jo várias vezes durante esse episódio, mas nada muda o fato que a personagem é um pé no saco.

Outro pé no saco é Amelia. Até certo ponto eu gostava da personagem, mas agora ela virou uma arma de grosserias e insultos e direcionando isso tudo para Meredith. Um dos grandes méritos da série é fazer sua personagem principal amadurecer naturalmente e toda a conversa entre Meredith e Amelia nesse episódio mostra a grande diferença de maturidade entre as duas. O problema de Owen é de Owen e ela não tem e nem deve se intrometer, embora todo esse dramalhão ainda seja meio sem sentido. Owen prefere manter segredo e ao mesmo tempo quer obrigar a todos do hospital a comprar os seus motivos, parece coisa de doido. O que a gente sabe é que Owen teve uma irmã, já a relação de Nathan com ela é o que a gente não faz ideia. Meredith sabe e espero que com esse suporte Owen possa lidar melhor com toda a situação que não parece ser algo simples.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário